Menu
segunda, 19 de agosto de 2019
Cidade

Código Florestal: "Perdemos a primeira batalha, mas a luta continua”, diz Newton Lima

26 Mai 2011 - 10h17

Após um intenso embate entre parlamentares das bancadas ruralista e ambientalista, a Câmara Federal aprovou na madrugada de quarta-feira (25) o novo Código Florestal Brasileiro. Na opinião do deputado federal Newton Lima (PT-SP), a aprovação do texto do relator, o deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP), representa um retrocesso à preservação ambiental do país.

  Ainda no plenário da Câmara, o parlamentar petista deixou claro seu posicionamento sobre a polêmica votação. "Acabo de votar 'não' ao relatório de Aldo Rebelo em respeito à natureza, à agricultura sustentável e ao povo brasileiro. Perdemos a primeira batalha, mas a luta continua", manifestou-se o deputado.  

Com a aprovação do novo Código Florestal na Câmara, o governo da presidente Dilma Rousseff pretende reverter no Senado os pontos considerados desfavoráveis ao meio ambiente, como a emenda 164. De autoria do deputado federal Paulo Piau (PMDB-MG), o texto concede anistia a desmatadores e confere aos estados e municípios a decisão sobre atividades agropecuárias em áreas de preservação permanente (APPs). O governo de Dilma é contra a proposta porque quer a definição prévia das atividades permitidas em APPs. A emenda teve 273 votos a favor, 182 contrários e duas abstenções.

  "Agora precisamos derrotar a emenda 164 dos desmatadores. A bancada do PT irá votar fechado contra esse texto", completou Newton Lima. Caso os senadores introduzam modificações ao texto aprovado na madrugada de quarta-feira 24, o texto voltará para apreciação na Câmara. Se não houver mudanças no Senado, o novo Código Florestal seguirá para sanção da presidente da República.  

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias