Menu
segunda, 26 de outubro de 2020
Cidade

Catharino quer examinar contrato da área azul

17 Out 2009 - 14h32Por Redação São Carlos Agora
O vereador Antonio Carlos Catharino (PTB) protocolou na Câmara Municipal um requerimento para que a Prefeitura envie ao Legislativo a cópia do contrato firmado pelo Município com a empresa Hora Park, que explora o sistema de estacionamento rotativo (área azul) na cidade. Catharino considera que a empresa “desrespeita os poderes públicos municipais” e não atende às reivindicações dos usuários do sistema em São Carlos.

Em abril deste ano, o vereador apresentou requerimento para implantação de sistema de cartão de área azul oferecendo tolerância de 10  minutos de estacionamento por dia, para os usuários do sistema de São Carlos. No dia 11 de maio, ele participou de reunião na Prefeitura, com diretores da Hora Park, para discutir melhorias no sistema de área azul, quando estiveram presentes dirigentes da empresa e o Secretário Municipal de Governo, Marcos Alberto Martinellli.

Rio Claro e Araraquara

Naquela ocasião, Catharino reforçou o pedido formalizado através de requerimento, lembrando que a medida havia sido implantada na cidade de Rio Claro, onde a Hora Park também opera o sistema. A empresa argumentou que para isso seria necessário fazer uma adaptação no software aplicado nos parquímetros, originários da França, o que demandaria algum tempo.

Discutiu-se então a implantação de procedimento semelhante ao que vigora em Araraquara – onde a empresa também opera a área azul -,  com fracionamento do cartão em 15  minutos para os usuários cadastrados no sistema, tendo sido ainda cogitado o estabelecimento da chamada “área branca” em pontos estratégicos da cidade, onde os veículos poderiam estacionar por 15 minutos com o pisca-alerta ligado.

“A partir dos entendimentos mantidos naquela reunião, acreditava-se que alguma medida seria tomada no sentido de melhorar o sistema de área azul em São Carlos”, afirma Catharino, observando que “passados cinco meses da promissora reunião, a  expectativa não só foi frustrada como a empresa Hora Park, ampliou a área de abrangência do sistema de área azul em nossa cidade”.

“Infelizmente nesse período não houve qualquer pronunciamento no sentido de beneficiar o usuário do sistema em nossa cidade e a empresa claramente desrespeita os poderes constituídos do município e discrimina a população de São Carlos”, afirma.

 Descaso

No requerimento, Catharino pede o envio do contrato vigente à Câmara Municipal para analisar as obrigações da empresa e estudar medidas para que o interesse público seja atendido. O vereador pergunta se, quando da recente expansão da área azul na cidade, a empresa exploradora informou quando as medidas acordadas na reunião do dia 11 de maio passado serão colocadas em prática, para favorecer os usuários do sistema de área azul em São Carlos. No entender do vereador, o município não pode aceitar o “descaso da empresa com as reivindicações dos munícipes e com as autoridades locais”.

Em abril passado, ao encaminhar a proposta que foi “esquecida”, Catharino afirmou que alguma coisa precisaria ser feita em benefício dos usuários do sistema e pregou o fim do “festival de autuações sem necessidade”.

 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias