Menu
sexta, 18 de setembro de 2020
Cidade

Catharino busca solução para expandir acesso à internet banda larga

01 Fev 2010 - 12h55Por Redação São Carlos Agora
O vereador Antonio Carlos Catharino (PTB) protocolou na Câmara Municipal um requerimento ao prefeito Oswaldo Barba (PT) para que determine aos departamentos competentes da Prefeitura que entrem em contato com as empresas Telefonica e Net São Carlos, questionando as dificuldades encontradas pelos são-carlenses residentes em bairros distantes da área central, para contratar serviços de internet banda larga.

Catharino pergunta quais as ações concretas que as empresas Telefônica e Net São Carlos tem implantado nesses últimos anos para colaborar com a Inclusão Digital em nossa cidade e por que nos bairros da zona leste de São Carlos, que se localizam após a Rodovia Washington Luiz, “é tão difícil e frustrante tentar adquirir os serviços de internet banda larga uma vez que ambas empresas tem à disposição os postes urbanos para levar aos usuários  os serviços de telefonia, TV a cabo e internet banda larga”.

“Capital da Tecnologia” - O vereador quer saber se a Telefônica e a Net planejam soluções em  curto prazo para atender as solicitações encaminhadas – e, caso não tenham, pergunta quais os impedimentos encontrados. Segundo Catharino, comerciantes e milhares de moradores da Vila Nery estão cansados de esperar tanto tempo pra ter acesso à rede mundial de computadores.

“Apesar de São Carlos ser reconhecida como a Capital da Tecnologia e como a Capital do Conhecimento, os serviços de internet banda larga oferecidos pelas empresas Telefônica e NET São Carlos estão abaixo da expectativa dos munícipes, seja pela limitação da área de atendimento, seja baixa qualidade da conexão da internet, seja pelos preços proibitivos para a maioria da população”, afirma Catharino.

Em seu requerimento, o parlamentar reconhece o  empenho da Prefeitura Municipal de São Carlos em popularizar o acesso à internet, com ações positivas como a criação de inúmeros Telecentros espalhados pela cidade, com o objetivo de exercer a inclusão digital, mas afirma que a realidade é que a cidade já conta com mais de 212 mil habitantes, espalhados em uma área de 67,25 km² que não é coberta em sua grande parte pelos serviços de Internet Banda Larga das empresas Telefônica e NET São Carlos.

Nem tão distantes - Ele ressalta que a Telefônica e a NET São Carlos praticamente monopolizam a oferta dos serviços de internet banda larga em São Carlos e, apesar das insistentes propagandas veiculadas por essas empresas em todas as mídias (televisão, internet, rádios, jornais e revistas), para os moradores de bairros nem tão distantes da área central, “é quase impossível tentar adquirir esses serviços das duas empresas”.

 Catharino relata que tem recebido em seu gabinete na Câmara Municipal visitas freqüentes de lideranças comunitárias, de comerciantes e de moradores de bairros, reclamando de que em resposta às inúmeras solicitações e tentativas de aquisição dos serviços de internet banda larga “freqüentemente as respostas são indisponibilidade técnica no local onde é solicitada a instalação desse serviço, ou que o bairro em questão consta no plano de expansão da empresa mas que não existe prazo para disponibilizar a Internet Banda Larga no local, ou ainda, a empresa concessionária disponibiliza apenas o acesso discado à Internet, muito inferior à Internet Banda Larga”.

As dificuldades são observadas nos bairros que compõem a Grande Vila Nery, principalmente os que se localizam após a Rodovia Washington Luiz, como o Jardim Tangará, Residencial Maria Stella Faggá, Jardim Itamaraty, Jardim São Rafael Residencial Astolpho Luiz do Prado, Jardim Santa Maria II, Parque Douradinho, Jardim Munique, Parque dos Coqueiros, Residencial Dom Constantino Amstalden (São Carlos VIII) e outros mais próximos até do Balão do Bonde.

Em outros pontos da cidade de São Carlos, como nos bairros da Grande Vila Prado, Redenção, Jardim Cruzeiro do Sul, Cidade Aracy, da Grande Santa Felícia, Jockey Clube, Azulville, Castelo Branco, Jardim Maracanã, o problema se repete.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias