Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Cidade

Bolsa Família: dia 31 é o último dia para recadastramento

As famílias que não cumprirem as exigências do MDS perderão o benefício

27 Ago 2009 - 19h45Por Redação São Carlos Agora
Apesar da Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, já ter executado uma série de reuniões em vários bairros da cidade e realizado várias visitas domiciliares com as famílias inseridas no programa Bolsa Família para alertar sobre a importância da atualização dos dados junto ao Cadastramento Único e do cumprimento das regras estabelecidas pelo Governo Federal, das 1.760 famílias que necessitam se recadastrar, do total de 4.497 atendidas em São Carlos, 961 ainda não atualizaram os dados.

A iniciativa é do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), realizada em parceria com os municípios e tem por objetivo cumprir determinação de revisão do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal a cada dois anos, prevista no Decreto nº 6.135 de 2007. A ação também funciona como importante mecanismo de controle do programa.

“Realizamos diversas reuniões com os beneficiários do Bolsa Família e colocamos uma equipe para ir até as casas das pessoas para explicar passo a passo como deve ser realizada essa atualização de dados, além de lembrar que para receber o benefício é necessário, por exemplo, ter um mínimo de frequência escolar, estar em dia com o calendário vacinal das crianças, além de cuidados com o pré-natal para as gestantes, mesmo assim mais de 900 famílias ainda não se recadastraram”, explica Rose Mendes, secretária de Cidadania e Assistência Social.

Rose alerta que o prazo final para o recadastramento é dia 31 de agosto, próxima segunda-feira. “Se não encaminharmos esses dados a tempo para o MDS essas famílias vão perder o benefício a partir dessa data”.

Outros benefícios

Durante as reuniões também foi informado às famílias sobre outros benefícios oferecidos pela Prefeitura para aqueles que estão  incluídos no Bolsa Família, como a isenção social do IPTU e do Programa de Tarifa Social do SAAE, que tem como objetivo oferecer cobranças diferenciadas para o consumidor de baixa renda, bem como, sobre o programa Tarifa Social de Baixa Renda da CPFL que estabelece que os clientes com consumo médio de até 79 kWh mensais têm direito à tarifa social automaticamente e para aqueles com consumo médio entre 80 a 220 kWh mensais, comprovando a inscrição no Programa também poderão usufruir de tarifa menor.

Para fazer o recadastramento o titular do programa deve procurar um dos postos de atendimento localizados na Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, rua Jesuíno de Arruda, 2.285, no centro, nos CRAS (Centro de Referência de Assistência Social)  do Cidade Aracy, rua 18, 430, bairro Cidade Aracy I, do Santa Felícia, rua José Quatrocchi, 140, e do Pacaembu, na rua Paraná, 720. É necessário apresentar CPF, RG, carteira profissional, comprovante de endereço, certidão de nascimento dos filhos e o nome da escola que a criança frequenta. Na secretaria o horário de atendimento é das 8h às 12h e das 14h às 18h. Já nas unidades dos CRAS o horário de atendimento é das 7h30 às 12h.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias