Menu
domingo, 07 de março de 2021
Cidade

Boca no Trombone: veja as reclamações enviadas pelos leitores

06 Abr 2016 - 09h59
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

VAZAMENTOS CONTINUAM

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de São Carlos continua em destaque. Negativo, diga-se de passagem. Nesta semana, moradores residentes na rua Joaquim Augusto Ribeiro Souza (próximos ao numeral 531) no Jardim Santa Felícia encaminharam email solicitando auxílio do SCA. Motivo: dois vazamentos em um mesmo quarteirão completaram três meses de desperdício de água limpa. Para piorar a autarquia foi notificada, mas providências não foram tomadas até a presente data.

BURACOS

Moradores da rua 128, no Jardim Aracy estão indignados. Afinal a via, que dá acesso ao Jardim Zavaglia está repleta de buracos e o trânsito de veículos torna-se perigoso, já que pode ocorrer acidente a qualquer momento.

Via email, os reclamantes entraram em contato com o SCA e solicitaram auxílio para que providências sejam tomadas.

A reivindicação é que seja feito trabalho de "tapa-buracos" (no mínimo) e a rua seja segura para os motoristas.

ABORDAGEM

Um leitor do SCA entrou em contato para relatar um fato que considerou 'grotesco' durante abordagem da Guarda Municipal e dos amarelinhos aos populares que estavam na avenida Dr. Teixeira de Barros (Rua Larga), na Vila Prado, na sexta-feira, 1º de abril.

Em uma 'carta virtual' ele relata o caso, transcrito na sequência: "Não sei se é do conhecimento de todos, mas há algum tempo foram instalados ao longo dessa avenida, no canteiro central, algumas placas de sinalização informando que é permitido estacionar das 6h às 21h; placas essas que foram recentemente alteradas na calada da noite, pois o horário que constava há alguns dias atrás era das 6h às 23h. Não vi em nenhum meio de informação sobre essa noticia, tão pouco vi quaisquer ação de esclarecimento ou educativa por parte dos órgãos de trânsito ou da própria prefeitura comunicando que o local que sempre foi de livre estacionamento, passou a ser parcialmente restrito em determinado horário.

Acontece que ontem (sexta-feira), fui tomar suco com a família no estabelecimento do amigo Rogério, no qual a sua família trabalha dignamente para servir a minha e outras famílias que ali estavam e perto das 22h, presenciei uma cena no mínimo "sem noção": cerca de 10 viaturas e motos do departamento de trânsito de São Carlos (Amarelinhos) com o apoio da "muito despreparada" Guarda Municipal de São Carlos e outras 10 viaturas e motos.

As ruas foram fechadas pelas viaturas de forma abrupta, que chegaram em alta velocidade, causando pânico em todos que ali estavam sentados e distraídos. Carros e motos das duas corporações foram parados de atravessado no meio da rua em ambos sentidos, bloqueando a passagem ou saída de qualquer veículo do local. Não se deram ao trabalho de orientar, conversar ou justificar nenhum motivo aos proprietários dos veículos ali estacionados. Simplesmente chegaram agindo de forma mal-educada e distribuindo multas, tratando as pessoas como verdadeiros "delinquentes".

Ao questionar um agente de trânsito sobre as viaturas e motos travando o trânsito de forma arbitrária, recebi a resposta de um Guarda Civil que eles são a lei e podem parar em qualquer lugar ou cometer qualquer tipo de infração enquanto lei, pois essas mesmas leis não se aplicam a eles enquanto no exercício de suas funções.

Ok! E 2 minutos depois, estacionaram os veículos corretamente e continuaram a autuar os veículos ali estacionados. Na hora de ir embora, houve grande salva de palmas das pessoas que ainda permaneciam no local e em uma manobra arriscada, a viatura dos amarelinhos, fez a conversão proibida em certa velocidade, e claro, foi de pronto ovacionada pelas pessoas, que chegaram inclusive a bloquear a passagem da viatura pela via, cobrando uma atitude exemplar daqueles que multaram os carros sem qualquer tipo de explicação e em uma atitude que colocou em risco a vida de várias pessoas que estavam protestando no local, pois o condutor da viatura avançou o carro sobre as pessoas, exaltando os ânimos ainda mais. Para finalizar a barbárie, a Guarda Municipal lançou uma nuvem intensa de gás de pimenta, atingindo além dos envolvidos no tumulto, mulheres e crianças que estavam nas mesas comendo.

Em seguida as viaturas dispersaram rapidamente do local e só após alguns minutos a Polícia Militar chegou ao local lavrando BO, o qual fiz questão de constar meu nome e documentos.

Esse tipo de abordagem só demonstrou a falta de preparo dos envolvidos que em nenhum momento tiveram a decência de agir com educação ou profissionalismo, comprometendo a segurança dos presentes no local.

Na minha opinião, duas atitudes devem ser tomadas:

Apuração dos excessos pela Polícia e Poder Público na ação truculenta dos agentes de trânsito e GCM e deveria ser revista a questão do horário de permissão ao estacionamento no canteiro central, uma vez que foi determinado um horário e alterado sem prévio aviso para a população e se for determinado o cumprimento do horário atual, que se faça uma campanha educativa orientando a população, comércio, e a todos que por ventura venham a estacionar seus veículos incorretamente no local e em horário não permitido.

Obrigado aos amigos que se deram ao trabalho de ler até aqui, aos que irão se sensibilizar e compartilhar a publicação e as autoridades que espero que tomem as medidas cabíveis".

Mande seu recado (sempre com uma foto) para o email faleconosco@saocarlosagora.com.br ou pelo whatsapp 16 99633-6030.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias