Menu
domingo, 05 de dezembro de 2021
Cidade

Barba anuncia tombamento do Flor de Maio, único clube social negro de São Carlos

18 Nov 2011 - 16h08
0 - 0 -

O prefeito Oswaldo Barba anunciou, durante homenagem Tesouros Vivos realizada nesta quinta-feira (17), o tombamento do Grêmio Recreativo Familiar Flor de Maio. O Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico e Artístico de São Carlos (COMDEPHAASC) considerou o clube como patrimônio histórico e cultural do município. O clube social negro de São Carlos é o primeiro do Estado a ser tombado.

Barba fez questão de relatar o processo que levou ao tombamento. "Ainda em 2009 ouvi do vereador Ditinho Matheus a solicitação para o tombamento e mais recentemente recebi do presidente do Flor de Maio, Márcio Pires, o mesmo pleito", contou. "Considerando o papel de afirmação cultural da etnia negra desempenhada pelo clube e sua importância nas conquistas da população negra são-carlense, determinei à Fundação Pró-Memória que realizasse os procedimentos para o tombamento", explicou o prefeito.

Para o presidente do clube o tombamento é fundamental. "Este local possui três momentos importantes, seu nascimento, a mudança para a atual sede e seu tombamento. Em nome da comunidade negra de São Carlos agradeço à Prefeitura pelo tombamento que vem premiar mais uma luta conquistada pelo nosso clube fundado há 83 anos", disse Pires. O presidente do Flor de Maio disse ainda no 1º Fórum Estadual de Clubes Sociais Negros de São Paulo, realizado em setembro, teve início, pela Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, a discussão para implementar uma política pública com o objetivo de mapear espaços culturais como o Flor de Maio no Estado.

O vereador Ditinho Matheus, em seu discurso, parabenizou a Prefeitura Municipal. "Em 2009 havia solicitado ao prefeito para que este clube se tornasse patrimônio da cidade e fico muito feliz por esse pedido ter sido atendido. Todos os setores da Prefeitura estão de parabéns pelo trabalho constante da promoção da igualdade racial", declarou Ditinho.

O professor do Instituto de Arquitetura da USP e membro titular do COMDEPHAASC, Ruy Sardinha Lopes, foi quem escreveu o parecer recomendando o tombamento. "Para preservação da história material e cultural da população afrodescendente são-carlense que tanto contribuiu e ainda contribui para o desenvolvimento desta cidade", destacou no parecer.

O Grêmio Recreativo e Familiar Flor de Maio foi fundado no dia 4 de maio de 1928. A pedra fundamental da atual sede foi lançada em 15 de novembro de 1948, há 63 anos. Na década de 30 o clube, além de ser um espaço recreativo, criou uma escola de ensino primário, que era frequentada, inclusive, pela população não afrodescendente.

Tesouros Vivos
Na noite desta quinta-feira, dentro da programação do Mês da Consciência Negra - realizado pela Prefeitura -, foi feita a homenagem Tesouros Vivos, que reconhece personalidades que se destacaram na área acadêmica, artística (música, pintura, literatura), política e em movimentos sociais que contribuíram para a história do Movimento Negro e da Comunidade Negra do município.

Este ano nove pessoas foram homenageadas, sendo duas homenagens póstumas. Receberam os méritos: Benedito Élson da Silva (Benê), Benedito Macedo dos Santos (em memória), Ana Lúcia Pinheiro Costa (em memória), Alair Evangelista dos Santos (Macalé), Manoel Carlos Lopes (Mane Mentira), Maria Luiza Galdino (Mizico), Maura Ap. dos Santos Lopes, Antonio Zacarias da Silva (Mestre Taroba).

O evento também contou com a exibição do documentário "Flores de Maio - História da Comunidade Negra de São Carlos", produzido pela Fundação Pró-Memória em 2008. Também participaram da solenidade o vice-prefeito, Emerson Leal, a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Cidinha Duarte, a secretária de Cidadania e Assistência Social, Rose Mendes, a coordenadora de Artes e Cultura, Telma Olivieri, a diretora presidente da Fundação Pró-Memória, Ana Lúcia Cerávolo, o presidente do Conselho Municipal da Comunidade Negra, Leonardo José Carvalho, o assessor parlamentar, Eduardo Ponchio, representando o deputado Federal Newton Lima, e o chefe de divisão de Políticas Públicas de Promoção da Igualdade Racial, José Ricardo dos Santos (Dom).

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias