Menu
terça, 21 de setembro de 2021
Cidade

Bancos de São Carlos causam problemas aos consumidores aos finais de semana

14 Dez 2017 - 12h43
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

Correntistas, de São Carlos, que precisam utilizar os terminais eletrônicos aos finais de semana, encontram dificuldades em sacar e realizar depósitos, em uma época, que o comércio se encontra com horário estendido.

Os bancos, que mais estão recebendo reclamações, são o Santander, Bradesco e Banco do Brasil, onde terminais permanecem inoperantes para depósitos e limitam o saque em no máximo R$ 300.

Os estabelecimentos se justificam de que a limitação no saque, é justamente, para que consigam atender todos os clientes, uma vez que, com as festas, a utilização dos terminais aumenta, e não há reposição de valores em dias não úteis, o que pode trazer prejuízo aos  clientes. Quanto aos depósitos, alegam que é por motivo de segurança, que os mesmos estão permanecendo restritos neste período.

O São Carlos Agora procurou o advogado especialista em defesa do consumidor, Joner J. Nery para saber se os procedimentos estão corretos e quais os direitos dos consumidores que não concordam com a situação.

Nery informou que a prática de limitar os saques de forma significativa e impedir o consumidor de realizar depósitos aos finais de semana é uma prática abusiva e mais: os bancos deixam de prestar a função das quais se destinam. 

O advogado, informa ainda, que garantir atendimento adequado e com segurança, é obrigação do banco e o consumidor não pode pagar por isso, sendo que a situação vai além apenas da prática abusiva,

"A gravidade dos fatos vai além da prática abusiva. Um destes bancos recentemente comprou a carteira de clientes da Prefeitura de São Carlos com o compromisso de prestar um bom serviço. O funcionalismo público depende desta instituição bancária no dia a dia e não pode ser exposto a este constrangimento. O município deve também solicitar informações e requerer imediata adequação da conduta, resguardando os servidores públicos".

Nery orienta os consumidores de São Carlos ou de qualquer lugar do país que passarem por transtornos iguais ou semelhantes, para que formalizem reclamação nos órgãos de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

"Registre a reclamação. É um direito e dever dos órgãos de proteção ao consumidor tomarem providências quanto ao caso, inclusive autuando as instituições bancárias por conta da irregularidade, sem prejuízo de levar o caso ao Ministério Público no caso de reincidência", finalizou Joner Nery.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias