Menu
quarta, 04 de agosto de 2021
Cidade

Bancários de São Carlos aderem à greve

27 Set 2011 - 10h57
Cartazes foram colocados em frente a agência do Banco do Brasil, no Centro (Leonardo Abbt/SCA) - Cartazes foram colocados em frente a agência do Banco do Brasil, no Centro (Leonardo Abbt/SCA) -

Bancários de todo o pais resolveram entrar em greve a partir desta terça-feira (27). A decisão foi tomada em assembléias realizadas na noite de hoje (26) pelos Sindicatos dos Bancários de vários estados. A greve atinge bancos públicos e privados.

Em São Carlos as agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal (CEF) paralisaram o atendimento. Uma reunião realizada às 9h de hoje definiu que os bancos privados da cidade também devem aderir a grave a partir desta quarta-feira (28).

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf), a paralisação tem o objetivo de pressionar a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) a retomar as negociações e apresentar uma proposta que atenda às reivindicações da categoria.

Os bancos ofereceram reajuste a todos os salários, pisos salariais, benefícios e participação nos lucros e resultados (PLR) de 8% a partir de 1º de setembro de 2011. Já os bancários reivindicam 12,8% de reajuste, sendo 5% de ganho real, e aumento do piso para R$ 2.297,51 (segundo os trabalhadores, pela proposta da Fenaban, o piso subiria para R$ 1.350,00). O PLR pedido é de três salários acrescidos de R$ 4,5 mil.

Fenaban

Em nota, a Fenaban diz que a proposta dos bancos contempla pelo oitavo ano consecutivo correção de salário com aumento real e inclui pisos salariais elevados para uma jornada reduzida. A entidade ressalta que se manteve aberta ao diálogo e apresentou duas propostas econômicas em apenas uma semana.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias