Menu
segunda, 17 de maio de 2021
Cidade

Balanço de 2012: Nível de emprego traz saldo positivo no Ciesp São Carlos

Exportação apresenta oscilações e mostra queda comparada com o mesmo período de 2011

20 Dez 2012 - 14h44
0 - 0 -

A regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), em São Carlos apresenta um balanço do nível de emprego da industria nas 13 cidades que compõem a região.

No ano, temos um acumulado de 5,44%, representando um acréscimo de aproximadamente 2.000 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o acumulado foi de 2,27%, representando um aumento de aproximadamente 850 postos de trabalho. Os dados forma analisados pelo Departamento de Estudos e Pesquisas Econômicas (Depecon) do Ciesp.

Em novembro da regional do Ciesp mostrou saldo positivo. A variação ficou em 0,20%, o que significou um acréscimo de aproximadamente 100 postos de trabalho.

Na avaliação do diretor regional do Ciesp São Carlos, Ubiraci Moreno Pires Corrêa, a indústria regional sofreu em 2012 com a crise econômica que atingiu o setor ainda em 2009. "A indústria até o meio desse ano chegou ao fundo poço, mas algumas atitudes do governo federal estão sinalizando uma reação ascendente para tornar a produção mais competitiva", analisou.

Ele elencou como positivo para a retomada da industrialização brasileira a desoneração da folha de pagamento, que beneficiou principalmente as pequenas e médias indústrias. Destacou também, que a valorização do dólar próximo a R$ 2,00 que proporcionou à produção nacional uma maior competitividade no mercado nacional junto aos produtos importados.

A indústria começou a reagir principalmente no segundo semestre. Contudo, região tem como característica a oscilação no número de empregos que crescem no início do ano com a chegada da safra de cana-de-açúcar e desaba no final do ano com a demissão dessas contratações pelas usinas sucroalcooleira.

A safra este não se estendeu e a expectativa é que com as demissões que ainda vão ocorrer no segmento, os números no fechamento do ano podem chegar a índice negativo ou próximo do zero.

"É inadmissível para uma região como São Carlos não ter crescimento da produção industrial que é a válvula para a empregabilidade. Nós começamos 2012 em queda da indústria, mas estamos virando a curva que será ascendente em 2013", disse assertivamente.

PIB

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Ciesp decidiram rever sua projeção de crescimento do país para este ano, de 1,8% para 1,4%. A indústria de transformação fechará o ano com recuo de 2,6% no Produto Interno Bruto (PIB) no país.

Em São Carlos o PIB de 2010, divulgado na última semana pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostra que a indústria na cidade regrediu nove pontos percentuais em relação a 2009. Os últimos dados mostram que na economia local a indústria representa 11.9% (R$ 1.480.688,00) dos bens produzidos. Em 2009 o índice atingiu 20,8%

Balança Comercial

São Carlos é 33ª em ranking do Ciesp sobre as exportações de 39 regiões do Estado em 2012. Exportações caíram 9,0% e importações recuaram 7,8%, diminuindo o saldo da Balança Comercial em 11,6%.

A diretoria regional do Ciesp, em São Carlos participa com US$ 47,8 bilhões da pauta exportadora estadual, responsáveis por  26,5% do montante vendido pelo Brasil no mercado global nos primeiros nove meses de 2012.

A lista foi elaborada pelo Departamento de Relações Exteriores (Derex) do Ciesp e da Fiesp, a partir de dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A remessa de produtos ao exterior pelos 13 municípios que compõem a Regional do Ciesp São Carlos recuou 9,0% em 2012 em comparação com o mesmo período de 2011. As exportações passaram de US$ 307,7 milhões para US$ 280,0 milhões.

A corrente de comércio exterior regional diminuiu 8,5% nos nove primeiros meses de 2012, passando de US$ 514,7 milhões no mesmo período de 2011, para US$ 470,9 milhões em 2012. As importações caíram 7,8%, indo de US$ 207,0 milhões para US$ 191 milhões.

A região apresentou saldo comercial positivo apesar da queda de 11,6% no período analisado. O superávit passou de US$ 100,7 milhões para US$ 89,0 milhões no acumulado de janeiro a setembro de 2012.

O município de São Carlos concentrou 81,7% das exportações regionais, com destaque para: máquinas e equipamentos (US$ 133,7 milhões); produtos diversos (US$ 52,7 milhões); veículos automotores, reboques e carrocerias (US$ 16,5 milhões). Os principais destinos da exportação de São Carlos foram: Estados Unidos (25,1% do total exportado); Argentina (17,1%) e França (8,0%).

A cidade respondeu por 79,2% das compras externas, puxadas pela aquisição de: máquinas e equipamentos (US$ 58,3 milhões); veículos automotores, reboques e carrocerias (US$ 12,5 milhões); máquinas, aparelhos e materiais elétricos (US$ 12,2 milhões). A Alemanha (25,8% do total importado), os Estados Unidos (22,3%) e a China (10,2%) foram as principais origens dos produtos importados por São Carlos.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias