Menu
terça, 07 de dezembro de 2021
Deu calote

Autoescola fecha e deixa aproximadamente 200 alunos sem aulas

27 Mar 2019 - 08h53Por Divulgação
Autoescola fecha e deixa aproximadamente 200 alunos sem aulas - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

A autoescola Liberdade, que possui sede na rua Sete de Setembro, no Centro de São Carlos e uma segunda unidade no Cidade Aracy abriu falência e deu calote em aproximadamente 200 clientes que pretendiam concluir o curso e tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Vários alunos ficaram revoltados com a atitude dos proprietários do estabelecimento e procuraram o Procon São Carlos que orientou os reclamantes a entrarem com processo no Juizado de Pequenas Causas.

Na manhã desta quarta-feira, 27, o São Carlos Agora ouviu duas pessoas que teriam sido lesadas. Uma delas é a funcionária pública municipal Gabriela de França Cordovil que quitou a CNH que seria um presente de aniversário para o filho e desembolsou R$ 1,9 mil.

Revoltada disse à reportagem que começou a pagar em julho de 2018 e seria um presente para o filho que tinha na época 17 anos.

“Paguei uma taxa de R$ 150 e depois mais sete parcelas de R$ 250”, disse. Curiosamente quando fui pagar os últimos boletos na lotérica, a mensalidade estranhamente não foi aceita e fui na própria autoescola onde receberam e não disseram nada”, disse.

Gabriela afirmou que em nenhum momento chegou a ser comunicada sobre o fechamento da autoescola. “Isso revolta. Meu filho completou 18 anos. Em outubro, não chegou a fazer uma aula sequer. Mas confiando no estabelecimento, paguei desde julho”, disse.

Preocupada, Gabriela afirmou que foi até o local e tentou obter informações. “A secretária me disse que nem adiantava reclamar, que eu era mais uma. Que a autoescola abriu falência. Mas não fui comunicada de nada e perdi meu dinheiro”, lamentou. “Fui no Procon e me disseram que havia lá umas 30 reclamações e todos estavam sendo endereçados ao Juizado de Pequenas Causas para que abram ação em conjunto contra a autoescola”, afirmou.

SEM R$ 2 MIL

Quem foi pego de surpresa foi João Tavares, que estava pagando a habilitação para seu filho e desembolsou pouco mais de R$ 2 mil. “Fiquei sabendo por terceiros e me preocupou. Causou comoção geral”, disse Tavares.

Preocupado, afirmou que a maioria de quem tenta tirar uma CNH são operários, pessoas assalariadas que economizam para realizar este sonho. “E perder R$ 2 mil causa impacto no orçamento doméstico”, comentou. “Estou preocupado e temos que alertar outras pessoas que possam ter sido lesadas pela autoescola”, comentou.

Segundo informações, o proprietário da autoescola está passando por uma crise financeira depois de se separar da mulher que durante a divisão dos bens teria ficado com a unidade do bairro Cidade Araci.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias