Menu
quarta, 02 de dezembro de 2020
Com a chegada do calor

Aumenta consumo de sorvetes, mas pandemia freia investimentos de empresa

Empresário são-carlense que atua no segmento do mercado disse que procura acima da média, mas incertezas impedem abertura de novas lojas

19 Out 2020 - 13h17Por Marcos Escrivani
Aumenta consumo de sorvetes, mas pandemia freia investimentos de empresa - Crédito: Aguinaldo Roberto de Souza Crédito: Aguinaldo Roberto de Souza

A estiagem e a temperatura acima da média no final do período do inverno e início da primavera e o consequente início das ondas de calor fizeram com que o são-carlense procurasse alternativas para tornar os dias mais amenos. Roupas leves e bebidas geladas. Além disso, o consumo de sorvetes.

São Carlos tem uma indústria especializada que atende o mercado local e regional há 25 anos e fundada pelo empresário Antonio Aparecido Rosalino que hoje empresa 30 pessoas.

Em entrevista ao São Carlos Agora ele confessou que nas últimas semanas a procura aumentou consideravelmente, porém a pandemia da Covid-19 impede que faça investimentos.

“Hoje temos uma produção diária de aproximadamente 40 mil picolés em nossa fábrica, no Jardim Cruzeiro do Sul. Eles são distribuídos em nossas duas lojas em São Carlos”, disse. “Porém as restrições nas vendas (formação de filas, distanciamento, uso de álcool em gel, máscaras, entre outros protocolos de segurança), não nos permite nos programar para o dia de amanhã. A pandemia está ai. A gente tem ciência que está em queda, mas não sabemos se ainda está controlada”, disse. Segundo ele, em 2019, nesta mesma época do ano, quando não ocorria a pandemia, a indústria chegou a produzir 60 mil picolés/dia que eram distribuídos em quatro lojas na cidade.

Por este motivo, Rosalino diz que age com cautela no mercado e teve que fechar duas unidades que tinha desde março. “Foi naquela época que ficamos quase três meses com tudo fechado. Esses prédios eram alugados”, disse.

TERCEIRA LOJA A CAMINHO

Com a perspectiva que o calor permaneça em São Carlos e acompanhando o dia a dia da pandemia em todo o Brasil, mais especificamente no Estado de São Paulo, o empresário do setor de sorvetes disse que monta uma terceira loja na cidade. Ampla e onde ficava uma concessionária de motos na Avenida Comendador Alfredo Maffei, no Jardim Brasil.

Caso o horário do comércio aumente e sinta segurança, existe a possibilidade de que ele invista e abra a terceira loja, seguindo os protocolos de segurança.

“Ali será aluguel também e caso faça investimento, serão abertos várias oportunidades de emprego. Estamos analisando o mercado, a retração da pandemia e a perspectiva desse novo passo”, finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias