Menu
domingo, 25 de outubro de 2020
Cidade

Audiência reforça apelo por duplicação e segurança na SP-318

19 Ago 2009 - 18h26Por Redação São Carlos Agora
A Câmara Municipal de São Carlos realizou uma audiência pública nesta quarta-feira (19) às 15h30,na sala das sessões,sobre a necessidade de duplicação da rodovia Thales de Lorena Peixoto Júnior (SP-318), que liga São Carlos a Ribeirão Preto. A audiência foi solicitada pelo vereador Antonio Carlos Catharino (PTB) que destacou a importância da duplicação da SP-318 devido ao crescimento populacional e industrial daquela região. Também destacou a importância de ações para a redução de acidentes no trecho próximo a São Carlos.

Catharino informou que reuniões serão agendadas com a ARTESP (Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo) para tratar da duplicação e com o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) para instalação de radares no trecho da rodovia no perímetro urbano de São Carlos.  Segundo o vereador, uma comissão será formada para dar os próximos encaminhamentos e a prefeitura. 

Compareceram à audiência os vereadores Dé Alvim (PT), Julio César (DEM), Equimarcilias Freire (DEM), os secretários municipais Marcos Martinelli (Governo) e Nilson Carneiro (Transporte e Trânsito), o ouvidor e assessor da Autovias, Marcos Garcia, além de representantes de empresas instaladas nas margens da rodovia e moradores dos bairros próximos.

O promotor de Justiça Marcos Funari comentou que a necessidade de duplicação da rodovia “é importantíssima, pois, o plano diretor do município está voltado para o crescimento para a zona norte da cidade e no futuro próximo, com a implantação de novos empreendimentos imobiliários e industriais e com a chegada da cidade da bioenergia,  a população daquela região será de 35 mil pessoas”.

O presidente da Câmara, vereador Lineu Navarro (PT) destacou que devido ao desenvolvimento urbano, o movimento de veículos vem aumentando gradativamente e que a necessidade de duplicação da rodovia Thales de Lorena Peixoto Júnior  tem que ser feita o mais rápido possível. “Espero que estudos sejam realizados para duplicação da SP-318, pensando no futuro e no crescimento do município”, afirmou.

FORA DO CONTRATO - O ouvidor e assessor da diretoria da concessionária Autovias, Marcos Garcia, mencionou que a duplicação da estrada “demanda uma posição política determinada” e também “circunstâncias técnicas” que a colocam como uma obra complexa. Segundo ele, a empresa “trabalha com a redução de acidentes intermitentemente” e concorda com a necessidade da obra que, no entanto, “não consta do contrato” de concessão,com duração de dez anos. “De nossa parte, estamos para fazer estradas quantas forem, desde que todas as etapas estabelecidas sejam atendidas”.  O ouvidor observou que a duplicação da rodovia envolve aspectos ambientais e a construção de dispositivos de retorno a cada cinco ou seis quilômetros. “É uma obra cara e de grande complexidade”, mas que em caso de autorização poderia ser executada pela concessionária ou pelo Departamento de Estradas de Rodagem.

No dia 21 do mês passado, a Câmara aprovou por unanimidade uma moção de Catharino, manifestando apelo ao governador José Serra (PSDB) e ao secretário dos Transportes, Mauro Arce, para a duplicação da rodovia, no trecho próximo ao perímetro urbano de São Carlos. 

No último dia 10, o prefeito Oswaldo Barba (PT) reiterou a solicitação de recursos para a duplicação da estrada “até o Rio Mogi”, ao participar de audiência pública da Comissão de Finanças e Orçamento da Assembléia Legislativa, que discutiu o Orçamento do Estado para 2010.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias