Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
Cidade

Articulista do São Carlos Agora dá palestra na OAB/São Carlos

09 Nov 2017 - 15h37
Foto: Marcos Escrivani - Foto: Marcos Escrivani -

A psicóloga Bianca Gianlorenço, articulista semanal do São Carlos Agora, cujos artigos são publicados todas as segundas-feiras irá ministrar palestra a partir das 19h30 de segunda-feira, 20, na OAB/São Carlos (Casa do Advogado), na rua Dona Alexandrina, 992, centro. Informações podem ser obtidas pelo fone (16) 3371-0169.

Segundo Bianca a meta da palestra é alertar a população a respeito da realidade do suicídio e depressão no Brasil e no mundo, e suas formas de prevenção e tratamento.

SUICÍDIO E DEPRESSÃO.

Segundo a psicóloga, hoje, o suicídio no Brasil já faz mais vítimas que a Aids e mata mais do que vários tipos de câncer e, mesmo assim, muitas pessoas ainda não discutem o assunto e têm medo de encarar as doenças psicológicas que, muitas vezes, levam à morte. Nos últimos anos, a taxa de suicídio no estado de São Paulo cresceu 30% e os homens são as maiores vítimas. Segundo uma pesquisa recente da OMS (Organização Mundial da Saúde), no Brasil, a cada 100 mil pessoas, quase sete tiraram a própria vida. Além disso, para cada suicídio, podem ter ocorrido mais de 20 outras tentativas que não deram certo.

"A vergonha, o desconhecimento e o desinteresse das vítimas e de seus familiares e amigos em tratar o problema, são catalisadores que precisam ser combatidos. É necessário, quebrar o tabu que existe, não é fácil, mas é preciso esclarecer, conscientizar e estimular a prevenção para reverter situações críticas como as que estamos vivendo. O problema de saúde pública, é causado principalmente pelo desconhecimento das pessoas sobre as causas e os tratamentos para evitar que ele aconteça. Muitas vezes, familiares e amigos e a própria vítima não reconhecem os sinais. Por isso, é preciso falar sobre suicídio e discutir abertamente", disse Bianca.

De acordo com estudos, 9 em cada 10 casos de suicídio podem ser prevenidos se a pessoa buscar ajuda, e se tiver a atenção de quem está à sua volta. "O suicídio é considerado uma epidemia, que se alastrou pelo mundo, precisa-se conversar sobre o assunto. Tristeza, angustia, irritabilidade, dificuldade de concentração, alteração do sono e apetite, persistência de pensamentos negativos, são sintomas compatíveis com o quadro de depressão, considerada a principal causa de suicídio no mundo", alerta a profissional. "Depressão não é tristeza, é uma doença gravíssima, é a maior causa de incapacitação no mundo. Em 2016 mais de 75mil foram afastadas do trabalho (37,8%)", finalizou.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias