Menu
sexta, 28 de fevereiro de 2020
Feito inédito para São Carlos

Aluno da Conde do Pinhal/Programa Ensino Integral é medalhista na Olimpíada da Língua Portuguesa

30 Out 2019 - 07h09Por Marcos Escrivani
Aluno da Conde do Pinhal/Programa Ensino Integral é medalhista na Olimpíada da Língua Portuguesa - Crédito: Divulgação Crédito: Divulgação

O aluno Gustavo Ferragini, 13 anos, conquistou no último final de semana, em São Paulo, um feito inédito para São Carlos, ao conquistar a medalha de bronze na 6ª edição da Olimpíada da Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro (gênero Crônica), com o tema "O lugar onde vivo". Orientado pela professora Valquíria Carvalho, Gustavo escreveu a crônica "Tinha um buraco no meio do caminho", que abordou de maneira amena, alguns problemas da cidade, na visão do aluno.

O concurso é nacional e esta foi a primeira vez que São Carlos trouxe uma medalha. O trabalho teve início na escola em março deste ano e foram várias etapas de leitura, escrita e reescrita e processos seletivos até chegar à semifinal. “Defendemos o nome da escola, da cidade e do estado na etapa regional. O Sudeste este ano ficou em segundo lugar no ranking das inscrições e esperamos melhorar esta estatística a partir desta vitória do meu aluno Gustavo Ferragini, que está no 8°ano”, disse Valquíria.

Segundo ela, foram mais de 45 mil inscritos em todo o país nesta OLP e o trabalho são-carlense ficou entre os 125 melhores textos. “Nosso bronze vale ouro. A escola recebeu uma faixa de semifinalista”, comemorou.

O encontro ocorreu em São Paulo nos dias 23, 24 e 25 e teve a realização de oficinas, palestra com o escritor Jessé Andarilho, Sarau, passeio à pinacoteca, entre outras atividades.

Os alunos produziram uma nova crônica e na noite do dia 25 (sexta-feira) aconteceu a cerimônia de premiação. “Retornamos sábado a São Carlos muito orgulhosos. Afinal essa é a primeira vez em toda a história da OLP da Língua Portuguesa que o município conquista uma medalha tão importante e mais do que ela, ganhamos conhecimento e aprendizagem. Que esta conquista possa motivar outros professores a inscreverem seus alunos e esses se sintam estimulados a participarem nas próximas edições e ganharem conhecimento, que é o principal nesse processo. Nossa estrelinha, Gustavo Ferragini colecionou muitos pedacinhos de aprendizagem e escreveu seu nome na história de São Carlos”, elogiou a professora.

TALENTO DA TERRA

Em um texto emotivo e cheio de orgulho, Gustavo Ferragini, aluno da E.E. Conde do Pinhal há três anos escreveu um texto onde relatou a sua saga da inscrição até a conquista da medalha de bronze na Olimpíada, transcrito abaixo, na íntegra:

“Foram muitos meses de trabalho e muita dedicação. O projeto desenvolvido por minha professora Valquíria Carvalho, com as duas estagiárias do Pibid-UFSCar, Gabriela Griti e Julia Eiko, me possibilitaram novas aprendizagens e conhecimentos, que  acarretaram diretamente no bronze, e na grande importância de ter sido um dos cento e vinte e cinco semifinalistas do Brasil na   categoria crônica, na 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa.

Com a crônica já escrita, passei nas comissões julgadoras Escolar, Municipal e Estadual e cheguei à etapa regional, repleto de gratidão e de carinho dos meus amigos e familiares que me acompanharam de modo caloroso nesta trajetória.

Lá, realizamos diversas oficinas e aprendemos muito sobre interpretação, conceitos básicos sobre a estrutura textual de uma crônica, intertextualidade entre outros pontos importantes para a produção de um bom texto.

Pude com essa experiência, me reinventar e voltar numa versão melhorada e mais madura de mim mesmo. Fiz muitos amigos e trouxe para a cidade um bronze cheio de amor e originalidade pela primeira vez afinal, me orgulho em dizer que a cidade nunca foi tão longe nessa Olimpíada, por isso, este feito é tão grandioso e o celebramos com tanta alegria.

Se pudesse resumir esta belíssima e gratificante experiência numa só palavra, seria Gratidão.

Gratidão por tudo que vi, vivi e aprendi. Gratidão também pelos amigos que fiz e pela boa energia que pude passar a todos que conheci.

Quanta emoção sinto ao lembrar de tudo isso... Quão grato me sinto... e que esta medalha inspire outros alunos como eu a acreditar em seus sonhos e se descobrir leitores e escritores".

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias