Menu
quarta, 20 de janeiro de 2021
Cidade

Ação no centro de São Carlos orienta a população sobre a doença de Alzheimer

22 Set 2011 - 08h59

No próximo sábado, dia 24 de setembro, a Unidade Saúde-Escola (USE), a Liga de Neurologia e o Centro de Orientação ao Idoso e seu Cuidador da UFSCar, em parceria com a Associação Brasileira de Alzheimer (Abraz) e a Prefeitura Municipal de São Carlos organizam atividades informativas e de conscientização sobre a doença de Alzheimer. A iniciativa acontece no Centro de São Carlos, nas proximidades do Praça do Mercado Municipal, das 9 às 13 horas. Durante o evento, profissionais da USE, docentes e estudantes dos cursos de Enfermagem, Gerontologia, Psicologia, Medicina e também voluntários da sub regional de São Carlos da Abraz distribuirão folderes, esclarecerão dúvidas e explicarão os sintomas e tratamentos da doença de Alzheimer para a população, além de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce. O evento acontece em referência ao Dia Mundial de Alzheimer, celebrado no dia 21 de setembro. A Doença de Alzheimer, descrita em 1906 pelo médico alemão Alois Alzheimer, geralmente acomete a parte do cérebro que controla a memória, o raciocínio e a linguagem. Entretanto, a doença também pode atingir outras regiões do cérebro, comprometendo assim outras funções. Geralmente, alguns sintomas iniciais são dificuldades de linguagem, desorientação de tempo e espaço, dificuldades para tomar decisões e para lembrar fatos recentes, perda de iniciativa e motivação, sinais de depressão, perda de interesse. No estágio intermediário, o portador apresenta dificuldades para executar atividades comuns do cotidiano, necessita de auxílio na higiene pessoal, apresenta problemas na coordenação da fala, alterações de humor e de comportamento, agitação, perda de inibição e delírios. Conforme a doença evolui, os distúrbios de memória são mais acentuados e o aspecto físico da doença se torna mais aparente. O paciente pode apresentar dificuldades para alimentar-se de forma independente, não reconhecer familiares, amigos e objetos conhecidos, dificuldade em entender o que acontece ao seu redor e de locomoção, incontinência urinária e fecal, comportamentos inadequados em público, agressividade e agitação. O diagnóstico da Doença de Alzheimer é feito por meio da avaliação dahistória do paciente relatada por seu familiar, além de exames físico e mental. Quanto antes for feito o diagnóstico, mais o familiar e o cuidador poderão se preparar para atender melhor ao portador e principalmente conhecer as expectativas futuras. Embora ainda não haja medicações curativas, já existem drogas que atuam no cérebro tentando bloquear a evolução da doença, podendo, em alguns casos, manter o quadro clínico estabilizado por um tempo maior. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas com a sub regional São Carlos da Abraz, pelos telefones (16) 3307-5784, (16) 3415-1936 ou (16) 9701-1796 ou pelo e-mail francine@humanis.com.br.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias