Menu
quarta, 20 de outubro de 2021
Cidade

Ação de acolhimento de moradores em situação de rua atende quase 120 pessoas

07 Ago 2019 - 19h11
Ação de acolhimento de moradores em situação de rua atende quase 120 pessoas -

A ação para acolhimento dos moradores em situação de rua realizada pela Paróquia São João Batista, com apoio da Prefeitura de São Carlos e Comunidade Missionária Divina Misericórdia, atendeu quase 120 pessoas entre sexta-feira (2/8) e segunda-feira (5/8).

Inúmeros voluntários se desdobraram no atendimento aos moradores no salão paroquial da Igreja São João Bastista e também na Casa de Passagem. A ação foi desenvolvida devido à previsão de queda brusca nas temperaturas.

A maioria dos acolhidos procurou os abrigos de forma espontânea e puderam dormir em camas aquecidas com cobertores, além da alimentação. A equipe da Divina Misericórdia abordou 20 pessoas, o Centro POP fez 15 abordagens e outras 25 foram realizadas pelos voluntários da Igreja São João Batista. O CRAS do Santa Felícia recebeu 34 moradores para o banho.

“O acolhimento emergencial foi bastante produtivo, principalmente, para demonstrar a importância das articulações e das cooperações na rede de assistência. Nós observamos muita solidariedade, tanto dos voluntários como dos nossos servidores. Nós temos algumas situações de pessoas que normalmente não vão para o acolhimento e nesse final de semana elas aceitaram. O envolvimento de todos mostrou o quanto à cidade é solidária a essas necessidades”, disse a secretaria de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa Marques.

A atividade foi coordenada pelo Padre João Victor Bulle com participação da Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Cidadania e Assistência Social – Centro POP, CRAS Santa Felícia e Fundo Social de Solidariedade; Associação Divina Misericórdia; Grupo Pão Fraterno; Casa de Passagem, além da Pastoral de Rua e voluntários da paróquia.

O acolhimento dos moradores em situação de rua continua nos serviços públicos já existentes. “Nós temos a Casa de Passagem que está temporariamente na rua Marechal Deodoro, o Centro POP que funciona em horário comercial, a abordagem social e o acolhimento também na ONG Divina Misericórdia”, concluiu a secretária.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias