Menu
sábado, 24 de outubro de 2020
4.5 estudantes serão afetados

Sem combustível, vans escolares deixarão de transportar alunos

Cooperativa que transporta os alunos tem combustível estocado até quarta-feira, 30; pais já foram comunicados

24 Mai 2018 - 18h34Por Marcos Escrivani
Sem combustível, vans escolares deixarão de transportar alunos - Crédito: Maycon Maximino Crédito: Maycon Maximino

A greve dos caminhoneiros, que reivindica óleo diesel mais barato e corte de impostos, atinge seriamente a sociedade de São Carlos. Até mesmo a educação pode ser atingida a partir de quarta-feira, 30.

A informação foi passada na noite desta quinta-feira, 24, pelo presidente da Cooperativa de Vans de São Carlos (Coopervansc), Emerson Vergara.

A entidade que possui 120 cooperados, transporta diariamente (nos três períodos – manhã, tarde e noite), aproximadamente 4,5 mil estudantes (do maternal até universitários). Contudo, a falta de combustível pode fazer com que as vans parem de circular.

“Temos em nossa sede um posto, onde o combustível é vendido aos cooperados. Mas o estoque dá até quarta-feira no máximo. Caso a greve não termine, o transporte pode ser comprometido”, disse Vergara.

Ele informou ao São Carlos Agora que a distribuidora já adiantou que não tem previsão para a próxima entrega. “Os caminhões estão parados na refinaria, em Paulínia”, disse. “Nós fomos seriamente afetados e comunicamos os pais sobre esse problema”, adiantou Vergara.

APOIO

Apesar da Coopervansc ser afetada pela greve, Vergara disse que apoia o movimento dos caminhoneiros, considerando que suas reivindicações são justas.

“A greve parou o Brasil”, disse. “Temos que tomar um rumo certo”, emendou, salientando que a categoria chegou a promover uma carreata em solidariedade ao movimento.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias