Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Cidade

2ª Conferência a favor da Diversidade Sexual trará palestras e discussões sobre o tema.

26 Set 2011 - 11h23

A 2ª Conferência Municipal de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transsexuais, que acontecerá no dia 1º de outubro em São Carlos, irá oferecer palestras e grupos de discussões sobre a diversidade sexual, legislação, entre outros.

Com o tema "Por um País Livre da Pobreza e da Discriminação: Promovendo a Cidadania LGBT - Construindo o Plano Municipal de Políticas para Diversidade Sexual", a conferência é uma realização da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social e a Divisão de Políticas para a Diversidade Sexual, com o auxílio da ONG Visibilidade LGBT e do Conselho Municipal da Diversidade Sexual.

A conferência será realizada no Centro Público de Economia Solidária, situado na rua José Bonifácio, 885, no centro, a partir das 13h do dia 1º. A Conferência Municipal LGBT, instituída em 2008 pela lei nº 14.417, é um importante mecanismo de debates, aberto a todos os segmentos da sociedade.

Segundo o chefe da recém instalada Divisão de Políticas para a Diversidade Sexual, Alexandre Sanches, o evento inicia às 13h com credenciamento de delegados e chapas para o conselho, às 13h30 haverá a leitura do regimento. A abertura oficial acontecerá às 14, seguida da palestra "Políticas Públicas para LGBT's no Brasil", ministrada por Julian Rodrigues, membro do Conselho Nacional LGBT.

A nova Divisão foi oficializada durante a 3ª Parada do Orgulho LGBT, realizada em julho deste ano, pelo prefeito Oswaldo Barba.

O chefe da Divisão aponta que o principal objetivo da conferência é buscar a construção de uma sociedade livre, justa e igualitária, onde Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) possam exercer plenamente sua cidadania, dever de todas e todos. Às 15h será realizado o grupo de discussões do texto base 1 (educação e saúde) e às 16h serão discutidas propostas para áreas, como Direitos Humanos, cidadania, segurança pública, entre outros. A eleição dos conselheiros da sociedade civil inicia às 17h30, seguida da plenária final, às 18h. "Os conselheiros serão responsáveis por deliberar, contribuir para essa normatização e fiscalizar políticas relacionadas aos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais", destacou o chefe da divisão.

O evento ainda tem como objetivo definir prioridades, estratégias e ações, para contribuir na elaboração do Plano Municipal de Políticas para Diversidade Sexual.

Leia Também

Últimas Notícias