Menu
sábado, 24 de outubro de 2020
Cidade

25 mães do Gonzaga descobrem os benefícios da amamentação

07 Ago 2009 - 21h27Por Redação São Carlos Agora
Com o propósito de promover, proteger e apoiar o aleitamento materno – alimento natural, rico em nutrientes e anticorpos –, 25 mães do Jardim Gonzaga participaram de uma série de atividades organizadas pela Unidade de Saúde da Família (USF) do bairro em comemoração a Semana Mundial de Amamentação, que acontece nos sete primeiros dias do mês de agosto. As mães comemoraram os benefícios que o aleitamento materno traz aos seus filhos.

A doméstica Ana Shirlei Silva Silveira, mãe de Yudi Ricardo, de 2 anos e 5 meses, diz que vai continuar alimentando o filho enquanto ele procurar o peito materno. “Eu vou continuar, com a amamentação é muito difícil ele ficar doente, os dentes são bonitos, sem cárie, foi elogiado pela dentista do postinho. Ele começou a andar rápido e falar, percebi que a criança que mama no peito é mais inteligente”, conclui Ana Shirlei.

Já Diuliane Ester de Oliveira, do lar, mãe do Vitor Hugo Oliveira de Jesus, com de 1 ano e 10 meses de idade, disse que o filho não sabia puxar o leite. “A enfermeira me orientou, foi um pouco difícil no começo porque meu seio inchou e rachou, mas sarou e ele mama até hoje é muito gostoso ser mãe e ver meu filho com saúde”.

Programação - Desde a segunda-feira (3), foram oferecidas palestras sobre saúde bucal dos bebês, massagem shantala (própria para bebês), vídeos educativos e café da manhã. A Equipe de Saúde da Família da unidade realiza também toda quarta-feira reuniões mista das mães que amamentam e gestante além das consultas de pré-natal de rotina.

As mães puderam compreender porque é importante amamentar, como o leite é produzido e vantagens do aleitamento materno para os bebês como aumento do laço afetivo entre a mãe e o bebê, auxílio no desenvolvimento emocional e na aprendizagem, que o ato de sugar é um exercício físico que desenvolve ossos e músculos da face do bebê e que os bebês não têm horário para mamar – o que pode ocorrer muitas vezes ao dia ou a noite principalmente nos primeiros meses.

As 25 mães também foram orientadas sobre os benefícios para elas próprias como a ajuda na recuperação do tamanho do útero, recuperação do peso normal antes da gravidez, redução do risco de câncer de mama e de ovário entre outros benefícios.

Segundo a auxiliar de enfermagem, Roseli Alves, já no oitavo dia de nascimento da criança as mães recebem a visita domiciliar da equipe que faz orientações de saúde, ensina as mães a curar rachaduras de seio e amamentar até os sexto mês de vida, tirar dúvidas sobre menstruação, cólica, pouca quantidade de leite materno e marcam a primeira consulta da mãe junto com o bebê na unidade para receber acompanhamento pediátrico e ginecológico do médico de Saúde da Família e Comunidade.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias