Menu
segunda, 02 de agosto de 2021
Brasil

Polícia Militar forma 6.122 novos soldados no ano de 2011

22 Dez 2011 - 14h45

A Polícia Militar nunca formou tantos soldados em seus 180 anos de história como em 2011. Foram 6.122, divididos em três turmas. A última, composta por 1.663 soldados de 2ª classe, formou-se na manhã desta terça-feira (20), em cerimônia realizada no Parque Villa-Lobos, zona oeste da capital.

Em março, a PM promoveu a maior formatura de sua história, com 2.332 soldados. Há pouco mais de um mês e meio, em 31 de outubro, foi a vez de 2.127 formandos. Participaram da solenidade de formatura o governador Geraldo Alckmin, o secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Álvaro Batista Camilo.

"Já estão todos com colete à prova de bala, pistola ponto 40, fizeram um ano de curso, estão preparados, diplomados e já vão às ruas pra proteger a população. Esse ano nós aumentamos em 6.122 soldados, homens e mulheres. Patrulheiros, bombeiros, todas as áreas da Polícia Militar. Incluindo soldados temporários, nós passamos o número recorde de 100 mil policiais militares no Estado de São Paulo", declarou Alckmin.

Os formandos de hoje reforçarão o policiamento em todo o litoral do Estado durante a Operação Verão, que começa na semana que vem e vai até o mês de março. "Depois, terão o destino de cada um, dando preferência a regiões mais carentes, à Região Metropolitana de Campinas, à Grande São Paulo, que merecem um policiamento maior pelo índice de violência", afirmou o secretário da Segurança Pública.

A turma tem dois grupos com formação especializada: 251 atuarão no Corpo de Bombeiros e 1.412 no policiamento territorial.

O salário bruto dos novos policiais é de R$ 2.614,96 em cidades com mais de 500 mil habitantes e R$ 2.429,96 em cidades com menos de 500 mil habitantes. A partir de agosto de 2012, devido ao aumento geral de salários de 27,7% aprovado pelo governador em 14 de julho deste ano, os valores aumentarão.

Patrono
A turma teve como patrono o soldado José Barbosa de Andrade, que sacrificou a sua vida para salvar uma moradora de rua que se afogava no rio Tamanduateí durante uma forte chuva. Na manhã de hoje, os novos policiais juraram que, caso seja preciso, farão o mesmo ato de bravura e compaixão de seu patrono.

O curso
Com duração de um ano, o Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública foi dividido em dois módulos: o básico e o especializado. Durante 2.214 horas, os soldados tiveram aulas de Direitos Humanos, Penal, Militar e Civil, Ações de Polícia Ostensiva, Doutrina de Polícia Comunitária e Tiro Defensivo de Preservação da Vida "Método Giraldi", entre outras disciplinas.

O módulo básico do curso foi realizado na Escola Superior de Soldados (ESSd), em 36 semanas, e o especializado, em 16 semanas, nas unidades especializadas da Polícia Militar, como o Batalhão de Choque, a Corregedoria, os Comandos de Policiamento Rodoviário e o Ambiental.

Todos os soldados receberam complementação do ensino teórico em estágio probatório, com duração de 60 horas, sob supervisão de professores do curso. Inicialmente, as atividades foram focadas na modalidade de policiamento ostensivo a pé, em áreas residenciais e comerciais, até chegar ao policiamento em grandes eventos, como competições esportivas. O estágio permitiu aos soldados colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Além das atividades curriculares, os alunos tiveram aulas de inglês, praticaram atividades físicas e aprenderam técnicas não-letais, com destaque para o huka-huka, luta milenar indígena. Em maio deste ano, índios praticantes do huka-huka estiveram na Escola Superior de Soldados para difundir a modalidade na corporação.

Nível superior
De acordo com o Decreto nº 54.911, de 14 de outubro de 2009, de reconhecimento da Lei Complementar Estadual 1.036/2008, todos os cursos da Polícia Militar do Estado de São Paulo são de nível superior. A lei é específica para a PM, dadas as peculiaridades da profissão, de acordo com a Lei de Diretrizes de Base da Educação Nacional (LDB).

Com o reconhecimento, o Centro de Formação de Soldados "Cel PM Eduardo Assumpção" passou a se chamar Escola Superior de Soldados "Cel PM Eduardo Assumpção", e o Curso de Formação de Soldados PM teve a denominação alterada para Curso Superior de Técnico de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública.

A Escola Superior de Soldados conta com 489 instrutores, todos policiais militares. Somente no ano passado, 2.047 PMs formaram-se técnicos em policiamento ostensivo e preservação da ordem pública na primeira e segunda chamada do atual concurso.

Concorrência
Os formandos se inscreveram no concurso da Polícia Militar em 2009, quando 88.262 pessoas concorreram a 2 mil vagas - uma relação de 44,1 candidatos por vaga. Após passarem por todas as etapas do concurso, que consistem em provas escritas, exames físicos e psicológicos e processo de investigação social, os classificados tornaram-se aptos a participar do curso, na Escola Superior de Soldados "Coronel Eduardo Assumpção", no bairro de Pirituba, na zona oeste da capital. "Nós tivemos um cuidado muito grande na seleção, no ingresso e na preparação dos policiais", afirmou Geraldo Alckmin.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias