Menu
sábado, 20 de julho de 2019
Informe Publicitário

Lugares no Brasil para curtir o frio durante todo o ano

15 Mai 2019 - 06h59Por MaxMilhas
Campos do Jordão é umas cidades onde o frio está presente o ano todo - Crédito: Viviflorencio por PixabayCampos do Jordão é umas cidades onde o frio está presente o ano todo - Crédito: Viviflorencio por Pixabay

O inverno está chegando e curtir aquele friozinho em algum canto do Brasil é a programação de vários turistas para as férias de julho. Há três meses da estação mais gelada do ano, já vale a pena começar a procurar por voos em promoção e reservar a hospedagem para garantir bons preços, ainda que seja alta temporada.

Nem todo mundo pode viajar em julho mas, ainda assim, quer curtir o frio numa bela cidade turística, com infraestrutura e atrativos que façam a visita valer. Para isso, segue uma lista de destinos turísticos onde faz frio durante grande parte do ano - não só no inverno - para fugir da alta temporada e aproveitar um abraço quentinho em qualquer época.

A boa notícia é que ao longo do ano é possível encontrar promoções de passagens para vários dos destinos da lista. Uma boa dica é, compre pelo site da MaxMilhas, na plataforma é possível encontrar passagens com ótimos descontos o ano todo.  

Campos do Jordão (SP)

Clássico destino para quem ama o inverno, Campos do Jordão tem temperaturas muito baixas de metade de maio ao fim de agosto, sendo esta a alta temporada da cidade. Porém, quando esquenta, os termômetros não sobem tanto e, para turistas acostumados ao calor, pode parecer inverno durante o ano inteiro.

Com temperatura média anual de 8,1ºC, Campos de Jordão construiu toda sua estratégia turística para o inverno, sendo referência para todas as outras cidades turísticas que exploram o frio do Brasil. A Suíça brasileira conta com ampla rede de bares e hotéis - cerca de 180 -, casas noturnas, fábricas e lojas de chocolate, centro turístico e comercial ambientado à moda de países gelados como Alemanha, Holanda e, claro, Suíça.

A vida noturna é agitada, principalmente devido à grande quantidade de turistas que costumam passar por lá na temporada de inverno: cerca de 700 mil. Quem não gosta de muita badalação, pode optar por trilhas e caminhadas pela zona rural ou uma subida de teleférico até o Morro do Elefante.

Nova Friburgo (RJ)

Na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro, Nova Friburgo também é um conhecido destino de inverno onde é possível aproveitar o frio mesmo fora da estação. Em pleno verão, é possível encontrar temperaturas mínimas na casa de 12ºC. Um ótimo convite para quem não pode viajar na estação mais fria, entre maio e setembro.

Nova Friburgo é uma cidade de médio porte, com cerca de 200 mil habitantes, mas por receber turistas, mantém-se bastante agitada. Para quem gosta de curtir a noite, bares, boates e uma boa degustação de cervejas artesanais são boas pedidas. A gastronomia também é forte, sendo os pratos principais a base de truta - um peixe da região - e inspirados nas comidas de países frios, como Alemanha, Áustria e Suíça. É fácil pedir salsichas, chucrute, raclette e batata rosti.

Lazer, cultura e belezas naturais também fazem parte da visita à cidade, principalmente nas áreas históricas de vilarejos como Lumiar e São Pedro da Serra. Os amantes de ecoturismo e aventura podem ainda praticar asa-delta, parapente, mountain bike, tracking, rapel, escaladas, arvorismo, alpinismo, canoagem, rafting e boia-cross nas montanhas, florestas, rios e cachoeiras locais.

Monte Verde (MG)

Para quem ama o inverno e ainda gosta de fugir da agitação das grandes cidades, o distrito de Monte Verde, ligado à cidade de Camanducaia, na Serra da Mantiqueira, é um destino e tanto. Constantemente na lista das dez cidades mais frias do ano, Camanducaia chegou a registrar mínima de 12,2ºC em pleno verão. Monte Verde pode ser ainda mais fria, devido à ampla área verde que rodeia toda a região montanhosa. De abril a agosto, as temperaturas estão bem baixas, mas a média anual é de 14ºC.

A pequena vila de 5 mil habitantes é um refúgio de sossego bem equipado de hotéis, pousadas e chalés. A rede gastronômica também impressiona, com cardápio de cozinha mineira tradicional e culinária típica europeia. Para se divertir há várias opções: visitas a fábricas de geleia e de chocolate, cervejarias, trilhas, cavalgadas e esportes de aventura.

Curitiba (PR)

A cosmopolita Curitiba é ponto turístico para visitantes que curtem qualquer temperatura. Mas quem gosta do frio achará a cidade ainda mais aconchegante, apesar de ser uma importante capital brasileira. No verão, a temperatura média é de 21ºC, o que mostra ser possível aproveitar o clima mesmo quando a temperatura sobe um pouco. O inverno é mais concentrado entre maio e julho, na alta temporada.

Como Curitiba é uma cidade grande, ela está bem paramentada de hotéis, restaurantes e meios de transporte que fazem tudo funcionar. O expressivo número de atrativos turísticos, como o Teatro Ópera de Arame, o Jardim Botânico e o Museu Oscar Niemeyer, somado à diversidade da agenda cultural tem atraído turistas de todo o mundo. Definitivamente um passeio pelo friozinho que vale a pena.

Jardim Botânico em Curitiba. Cidade também é bastante procurada para quem gosta de frio. (foto: Jerzy Andrzej Kucia por Pixabay)

São Joaquim (SC)

Em São Joaquim, embora as temperaturas caiam pra valer entre abril e agosto, dá para passar frio durante quase o ano todo. Quem está acostumado com os termômetros passando de 25ºC, vai encontrar temperatura média anual em torno de 14ºC. A fama de cidade gelada fez de São Joaquim o destino número um da Serra Catarinense em quantidade de visitantes.

A cidade conta com poucos atrativos turísticos e locais de visitação, mas praças, igrejas e monumentos valem a viagem. Também é possível visitar uma vinícola e fazer degustação de seis tipos diferentes de vinho. A cultura da maçã é outro importante atrativo, sendo que parte da gastronomia gira em torno da fruta, especialmente na Festa Nacional da Maçã, no final de abril.

Canela (RS)

Na Serra Gaúcha, Canela orgulha-se de todo sua beleza natural e do frio que chega perto do 0ºC. Embora o auge do inverno seja em julho, com temperaturas bem baixas a partir de maio até agosto, o turista pode aproveitar o frio durante quase todo o ano: raramente a temperatura média mensal passa dos 20ºC.

A cidade é absolutamente preparada para receber seus visitantes, já que fez do ecoturismo sua principal atividade econômica. A Cascata Caracol é o ponto turístico de maior destaque: são 131 metros de queda d'água. Em seu entorno, várias opções de diversão como elevador panorâmico, mirante, trilhas ecológicas, tirolesa, escala, rafting e atrativos para os menos aventureiros, como restaurantes e centro de compras.

O destino tem ótimas opções de hospedagem e atrativos urbanos, como igrejas e construções históricas. A noite é mais agitada nas cidades vizinhas de Gramado e Nova Petrópolis.

Planaltina (DF)

Uma opção para quem não está acostumado a tanto frio assim é a cidade de Planaltina, no Distrito Federal, principalmente a Estação Ecológica de Águas Emendadas. Pode parecer estranho, mas em pleno Centro-Oeste, a região chega à temperatura mínima de 13ºC durante o verão. A estação fica a 50 km do centro de Brasília e tem visitação controlada. Trata-se de uma das mais importantes reservas naturais do Distrito Federal e impressiona por um fenômeno natural único: a união de duas grandes bacias da América Latina, a Araguaia e a Platina. A extensão de 6 km explica o nome da estação.

 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias