Menu
domingo, 19 de setembro de 2021
Brasil

Atirador que matou estudantes em escola pública do Rio fez pelo menos 60 disparos

08 Abr 2011 - 15h20

Armado com dois revólveres, Wellington Menezes de Oliveira disparou pelo menos 60 tiros depois de invadir ontem (7) a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste da capital fluminense. A informação é do delegado Felipe Renato Ettore, da Divisão de Homicídios, que investiga o caso.

Durante entrevista à imprensa hoje (8), a Polícia Civil apresentou as duas armas usadas pelo atirador, além de oito carregadores e um cinto para munição. A procedência do equipamento é investigada pela Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos.

De acordo com o delegado, tanto o revólver calibre 38 - que foi recarregado pelo menos nove vezes - quanto o calibre 32 são fáceis de serem usados e não requerem treinamento. "Os revólveres são armas de fácil manuseio", disse.

As investigações também indicam que o assassino entrou na escola se apresentando como ex-aluno. Ao chegar à primeira sala de aula, ele disse apenas que ia dar uma palestra e começou a disparar aleatoriamente contra os estudantes, sem fazer distinção entre meninos e meninas.

Ontem de manhã, Wellington Menezes de Oliveira invadiu a escola e atirou em vários alunos, matando 12. A ação foi interrompida por um policial militar que disparou contra Wellington, imobilizando-o. Segundo a polícia, o atirador se matou diante do policial.

Comments system Cackle

Leia Também

Últimas Notícias