Menu
terça, 14 de agosto de 2018
Região

Taquaritinga está em luto após acidente com 7 mortos

15 Jul 2014 - 11h56Por Araraquara.com
0 - 0 -

A Prefeitura de Taquaritinga decretou luto oficial de três dias pela morte de sete pessoas em um capotamento na rodovia Washington Luís (SP-310), entre Araraquara e Matão, no início da manhã de ontem.

As vítimas eram pacientes que viriam fazer tratamento de hemodiálise no Hospital Cana Sol. O motorista perdeu o controle no km 284, pouco antes de chegar ao pedágio.

Ao todo, havia 14 pessoas no veículo — o motorista, nove pacientes e quatro acompanhantes.

Os moradores daquela cidade, que fica a 64 km de Araraquara e possui pouco mais de 56 mil habitantes, estavam chocados com o acidente.

Entre as vítimas está Nair Gonçalves, de 66 anos, mãe do vereador Aparecido Carlos Gonçalves, 49, conhecido como Cido Bolívar. A mulher tinha insuficiência renal e fazia tratamento havia dois anos e meio.

 

“Nós iríamos pedir transferência do tratamento dela para Matão, mas não deu tempo”, diz Gonçalves, que ouviu a notícia do acidente pelo rádio.

Quando soube que se tratava de uma van com pacientes que fariam hemodiálise em Araraquara, o vereador foi com irmãos ao local do acidente. “Foi um baque. A ficha não caiu direito”, revela.

O velório das vítimas estava previsto para começar ontem à noite, já que os corpos foram liberados pelo IML (Instituto Médico Legal) de Araraquara no final da tarde. Os sepultamentos devem ocorrer hoje.

Dos sete velórios, quatro seriam no Velório Municipal de Taquaritinga; um em uma igreja do bairro Caic; um no Distrito de Guariroba; e Nair seria velada em sua casa.

“Neste bairro [Jardim São Sebastião] é tradição. O velório foi desmontado e a maior parte das famílias vela em casa. E também foi um pedido dela”, afirma Gonçalves.

O acidente também vitimou Renato da Silva, 25, que chegou a ser socorrido e levado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Central, mas não resistiu aos ferimentos.

Um de seus tios, Jorge Luiz Toledo, 47, disse à Tribuna que o jovem fazia hemodiálise havia dois anos. “Ele tinha diabetes, a pressão sempre subia, tinha inchaço nas pernas e no rosto. Estava na fila por um transplante de rim em São Paulo. É um momento muito difícil.”

O acidente

Segundo informações da polícia e de testemunhas, o motorista teria perdido o controle da van, que bateu na proteção metálica da pista. Os corpos foram arremessados para fora do veículo e ficaram espalhados pelo acostamento.

Após receber alta, o motorista, João Batista da Cruz, 47, disse à reportagem que o volante travou. “Estava ultrapassando um caminhão e, quando tentei voltar para pegar a faixa do Sem Parar do pedágio, o volante travou. Não vi mais nada”, relatou.

Três passageiros ouvidos pela Tribuna no local cogitaram a possibilidade de o condutor ter cochilado — a van saiu às 5h, e os pacientes seriam atendidos no hospital às 6h.

Uma perícia definirá quais as causas do acidente. Segundo a Prefeitura de Taquaritinga, a última revisão na van foi feita no último dia 10. Alinhamento e amortecedores foram checados e os pneus, trocados.

Corpo de Bombeiros, Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e o resgate da concessionária que administra a rodovia socorreram as vítimas.

Até o fechamento desta edição, outras quatro pessoas estavam internadas em hospitais de Araraquara, Matão e Taquaritinga, todas em situação estável. 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias