Menu
terça, 14 de agosto de 2018
Região

Relacionamento mal resolvido termina com execução de mãe e filha em Rio Claro

13 Ago 2014 - 11h43
0 - 0 -

Nem mesmo a Lei “Maria da Penha” foi capaz de evitar que uma tragédia anunciada se concretizasse no início da tarde desta terça-feira (12) na vila Nova em Rio Claro. O relacionamento amoroso conturbado entre a jovem Paula Eduarda Lopes Guerino, 20 e o auxiliar de serviços gerais Rafael Willian Santos, cuja idade não foi revelada, terminou em tiros e além da garota sua mãe, Juliana Rossetti Ferreira Lopes, 36, também foi executada.

Uma amiga das vítimas disse que já estaria prevendo o fim trágico, pois Paula que era agredida por Rafael constantemente estaria jurada de morte e mesmo assim acreditava que abandonando o ex-amásio ambos poderiam recomeçar suas vidas.

Com este novo crime a cidade de Rio Claro atinge 22 casos de homicídios dolosos (morte com intenção). O caso já está sendo investigado pela equipe do delegado Alexandre Della Colleta da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Rio Claro. Os corpos de mãe e filha foram liberados no início da noite do Instituto Médico Legal (IML) e devem ser sepultados por volta das 14 horas desta quarta-feira (13).

Após o crime o acusado deixou a área da residência das vítimas e fugiu levando o revólver usado no crime em uma motocicleta Suzuki - Bandit, 2009, preta de 650 cilindradas, placas EKG 2048 – Rio Claro.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias