Menu
sexta, 19 de outubro de 2018
Região

PM intercepta mensagem em celular e prende pintor por tráfico em Pirassununga

12 Set 2014 - 08h38

Na noite desta quinta-feira (11), um bom trabalho da Força Tática da Polícia Militar de Pirassununga resultou na prisão de um homem acusado de tráfico de entorpecentes. O curioso foi que a detenção do suspeito se deu após a interceptação do recebimento de uma mensagem via telefone celular que informava sobre a chegada de uma certa quantidade de drogas. Ao final, um pintor de 19 anos foi preso.

A PM, com o sargento Rosário e soldados R. Lopes e Sanches realizava patrulhamento pela Vila São Pedro quando avistou um indivíduo já conhecido dos meios policiais. Ele foi abordado e em uma primeira revista, nada de interesse policial foi encontrado. Em certo momento, porém, seu telefone celular acusou o recebimento de uma mensagem pelas redes sociais. De acordo com a polícia, esta mensagem afirmava que um segundo indivíduo havia comprado certa quantia de crack em Leme, tinha acabado de chegar e que teria pago R$ 12 cada grama.

Um dos PMs, se passando pelo abordado, continuou a conversa questionando quanto de droga ele havia adquirido. Foi respondido que eram 100 gramas. Também foi questionado pelo policial onde ele se encontrava naquele momento. Foi respondido pelo segundo suspeito – sem saber quer estava conversando com um PM – que ele estaria em uma loja de bebidas na avenida América do Sul, Vila Esperança.

Os policiais rapidamente se dirigiram ao local e encontraram o suspeito. O mais curioso foi que no momento da abordagem uma mensagem chegou em seu telefone celular vinda do primeiro abordado. Ela informava para que ele “ficasse esperto” porque a polícia estava em sua busca. O aviso, porém, foi tarde demais, a abordagem já havia sido feita.

Foram feitas buscas na residência do acusado onde foram encontradas em um monte de areia a quantia de 65 pedras de crack, além de R$ 20. O acusado acabou confessando o delito e foi encaminhado ao Plantão Policial, onde a delegada Tatiane Parizotto ratificou a voz de prisão. O pintor foi encaminhado à Cadeia Pública local onde permanece à disposição da Justiça.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias