Sex, 20 de Outubro de 2017
Tamanho da Letra: mais menos
11/10/2017 - 16h32   |   Atualizado em 11/10/2017 - 17h06

Resposta rápida: Polícia Civil prende autores de homicídio em Ibaté

Na manhã de hoje (11), policiais de Ibaté sob o comando do delegado Wilton Garcia Gonçalves Filho, após rápida investigação, identificaram os homens que mataram e atearam fogo em Robison José da Silva, de 39 anos. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (10), no bairro Encanto do Planalto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo os autores, a vítima costumava fazer uso de entorpecentes com eles nas proximidades de onde aconteceu o crime. Devido a uma desavença, J.C.S.J., de 28 anos e O.J.M.C., de 37 resolveram matá-lo.

Ainda de acordo com os acusados, eles eram frequentemente ameaçados de morte por Robinson que teria ateado fogo em alguns pertences, inclusive matando uma ninhada de gatos. Por estes motivos resolveram se vingar.

Inicialmente foram dados socos e chutes na cabeça da vítima e ao encontrar uma pedra J.C. também desferiu algumas pancadas no peito.

Robinson ainda estava vivo quando J.C. ateou fogo em seu corpo.

Após a apuração dos fatos o delegado Wilton Garcia solicitou junto à Justiça a prisão temporária dos acusados que foi deferida.

Após o crime, a dupla fugiu para São Carlos, onde foi presa pelos policiais de Ibaté com o apoio da DISE de São Carlos.

Segundo o investigador Adegas, os dois acusados possuem antecedentes criminais. Ambos estão presos no Centro de Triagem.

HOMICÍDIO EM 2013 FOI TAMBÉM ESCLARECIDO

A Polícia Civil de Ibaté também esclareceu o homicídio que ocorreu no dia 7 de dezembro de 2013 em uma lanchonete no Centro. A vítima foi Luis Sergio da Silva.

Após intenso trabalho de investigação chegou-se a autoria do crime e o caso foi encaminhado ao Ministério Público. Segundo o delegado, o crime foi premeditado e também foi causado por vingança.

O delegado esclarece que os homicídios ocorridos, por possuírem certa complexidade e peculiaridades, por vezes não são passiveis de divulgação para não atrapalhar o andamento das investigações.

comments powered by Disqus