Menu
sexta, 19 de outubro de 2018
Região

Acidentes com ônibus deixam duas vítimas em Araraquara

24 Set 2014 - 09h28Por araraquara.com
Idoso, que foi atropelado por ônibus, precisou de atendimento na manhã de ontem (Marcos Leandro/Tribuna Impressa) - Idoso, que foi atropelado por ônibus, precisou de atendimento na manhã de ontem (Marcos Leandro/Tribuna Impressa) -

Dois acidentes envolvendo as duas companhias de ônibus que atuam em Araraquara foram registrados nos últimos dois dias. Em um deles, um senhor de 61 anos foi atropelado por um coletivo da Paraty ao atravessar a via em frente ao Poupatempo, na manhã de ontem.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, que socorreu a vítima com ferimentos no pé, testemunhas relataram que a vítima estava atravessando a avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira, a Via Expressa, para ir ao Poupatempo, quando foi atingida por um ônibus.

O motorista do coletivo não parou para prestar socorro ao senhor, que teve fratura no pé direito e precisou ser encaminhado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Central.

Caíram do ônibus

Outro caso registrado em boletim de ocorrência aconteceu com uma gestante de 26 anos e seu filho de 4 anos, enquanto desciam de um ônibus da CTA na noite de segunda-feira.

Segundo informações da Polícia Militar, os dois estavam em um coletivo com destino ao Jardim Martinez, quando a mãe acionou o motorista para descer no primeiro ponto da rua Benevenuto Colombo.

Como estava longe da saída e carregava uma banheira de bebê, a mulher, que está grávida de 8 meses, relatou à PM que demorou para sair do ônibus com seu filho mais velho e que o motorista não esperou a família descer os degraus, fechou a porta e andou com o ônibus.

A criança não sofreu ferimentos, mas a gestante precisou de atendimento na UPA Central para averiguar dores nas costelas e mãos.

Companhias alegam não ter conhecimento 

Procurado pela reportagem, um dos diretores da empresa Paraty, Gustavo Herszkowicz, disse que ainda não havia sido comunicado sobre o acidente, mas que iria buscar informações sobre o ocorrido e procurar a vítima do atropelamento para prestar todo o apoio necessário.

Em relação à atitude do motorista, Herszkowicz afirma que vai apurar o que de fato ocorreu e que o funcionário será punido, podendo até mesmo ser desligado da empresa.

O presidente da CTA, Sílvio Prada, alegou que vai buscar mais informações para tomar providências. Segundo ele, o motorista não notificou nenhum acidente envolvendo a gestante e o filho na noite de segunda, já que o funcionário é treinado para registrar a ocorrência.

Prada informou ainda que uma equipe está averiguando os fatos e a gravidade da situação. O motorista será ouvido e, se comprovado, poderá ser punido. Prada também afirmou que a CTA prestará todo apoio à família, assim que obter mais informações.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias