Menu
sexta, 14 de dezembro de 2018
Informações

Vereador Roselei solicita informações sobre prédio e funcionamento do CAPS III

12 Jun 2018 - 07h45Por Redação
No requerimento, Roselei questiona a Prefeitura por que razão a Vigilância Sanitária está alocada no prédio do CAPS III - Crédito: DivulgaçãoNo requerimento, Roselei questiona a Prefeitura por que razão a Vigilância Sanitária está alocada no prédio do CAPS III - Crédito: Divulgação

O vereador Roselei Françoso (Rede) protocolou nesta segunda-feira, 11, na Câmara Municipal um requerimento solicitando à Prefeitura informações sobre o funcionamento do CAPS III (Centro de Atenção Psicossocial). De acordo com o parlamentar, ele tem recebido reclamações afirmando que o prédio construído para funcionar o CAPS III está sendo utilizado pelo CAPS II e pela Vigilância Sanitária.

O prédio, localizado no bairro Botafogo, teve suas obras concluídas, no entanto o CAPS III não foi inaugurado, pois o município não conta com a equipe especializada necessária para iniciar os atendimentos.

O CAPS III é um equipamento público que funciona 24 horas por dia e é destinado a atender pessoas em situações de grave comprometimento psíquico ou como um recurso necessário para evitar que crises surjam ou se aprofundem.

A assistência prestada ao paciente no CAPS III inclui as seguintes atividades: atendimento individual (medicamentoso, psicoterápico, orientação, entre outros); atendimento em grupos e em oficinas terapêuticas; visitas e atendimentos domiciliares; atendimento à família; atividades comunitárias enfocando a integração do doente mental na comunidade e sua inserção familiar e social; acolhimento noturno, nos feriados e finais de semana, com no máximo cinco leitos, para eventual repouso e/ou observação; alimentação para os pacientes.

REMANEJAMENTO

Além das salas ocupadas pela Vigilância Sanitária, o prédio construído para ser o CAPS III está abrigando o CAPS II e no prédio onde funcionava o CAPS II hoje está funcionando o CAPS AD, mostrando claramente o remanejamento dessas unidades e a ausência do CAPS III, afirmou Roselei.

“É preciso considerar também o compromisso assumido pela Administração junto ao Ministério da Saúde para obtenção desse equipamento público e, com sua inércia para dar continuidade aos trabalhos, deixa de receber recursos para esse fim”, argumentou o parlamentar.

No requerimento, Roselei questiona a Prefeitura por que razão a Vigilância Sanitária está alocada no prédio do CAPS III, desde quando essa situação está acontecendo e quando cessará. Ele ainda pede esclarecimento sobre o remanejamento do CAPS II e do CAPS AD.

O documento ainda solicita que seja encaminhada cópia do convênio e do contrato da obra para construção do prédio do CAPS III e pergunta quando a Administração Municipal pretende inaugurar o CAPS III para atendimento e quais medidas estão sendo adotadas para esse fim.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias