Menu
terça, 21 de agosto de 2018
Polícia

Representante comercial foi torturado antes de ser morto

06 Nov 2008 - 09h36Por Redação São Carlos Agora
O representante comercial Luiz Carlos Christichini, 54, que foi morto por bandidos em Descalvado, foi torturado. Ele sofreu 40 queimaduras provocadas por cigarro.

Durante a necropsia, feita no Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos, 30 queimaduras foram encontradas no antebraço direito e outras dez no esquerdo. De acordo com o diretor do IML, Leonardo Petrilli Filho, Christichini, sucumbiu à lesão provocada pela pedrada que recebeu na cabeça, a qual provocou o afundamento de crânio. A vítima ainda sofreu ferimentos à faca, todos na região do pescoço.

Segundo ainda o diretor, das nove perfurações, duas foram profundas, sendo que uma delas foi capaz de arrancar quatro dentes. Petrilli Filho completa dizendo que ficou perplexo pela crueldade empregada pelos bandidos e explica que nesses casos a morte seria mais rápida.

Daniel Conceição, 34 anos, e Henrique Bragerolli, 24, estão presos no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itirapina. Eles assumiram toda a autoria do crime e optaram por matar o representante, para não serem reconhecidos posteriormente.

Christichini foi enterrado na manhã desta quarta-feira (05) em Bauru. Ele deixa esposa e três filhas.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias