Menu
quinta, 26 de abril de 2018
Polícia

Polícia Rodoviária vai utilizar bafômetros para cumprir lei seca no volante

26 Jun 2008 - 09h53Por Redação São Carlos Agora
As bases da Polícia Rodoviária da região de Araraquara, que inclui São Carlos estarão utilizando bafômetros para que a nova lei seca no volante, em vigor desde a última sexta-feira (20) seja cumprida.
Os motoristas suspeitos de embriaguez que trafegam pelas rodovias da região Central do Estado de São Paulo vêm sendo fiscalizados. A nova lei, prevê multa e até prisão para quem dirigir embriagado.Com os bafômetros, o 3º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária (BPRv), instalado em Araraquara fiscaliza os 1.700 quilômetros de malha viária por onde passam 17.800 veículos por dia.
As principais rodovias SP 310 – rodovia Washington Luís, SP 255 – Antonio Machado de Santana e Comandante João Ribeiro de Barros, SP – 318 – Engenheiro Thales de Lourena Peixoto Junior, SP 326 – Brigadeiro Faria Lima, SP 215 – Professor Luiz Augusto de Oliveira e Dr. Paulo Lauro, além das demais estão sob fiscalização e várias operações relâmpagos vem sendo desenvolvidas para alertar motoristas sobre os perigos da neblina, que atinge todo o Estado neste inverno e verificação de motorista embriagados que podem provocar tragédias na região central do Estado de São Paulo. Com isto os policiais rodoviários, estão garantindo a segurança para quem trafega pelas rodovias de nossa região.
Álcool- A norma sancionada na última sexta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba com a possibilidade de se dirigir alcoolizado, proíbe a venda de bebidas alcoólicas nas rodovias e zera o teor etílico tolerado.
Na prática, a legislação determina que qualquer indício de bebida é suficiente para o motorista ser autuado em flagrante, pagar multa de R$ 955,00 e ter a habilitação suspensa por um ano.
A regra prevê prisão para quem ultrapassar o limite de seis decigramas de álcool por litro de sangue.
Outra mudança está no próprio entendimento do crime provocado pelo condutor bêbado. Aqueles flagrados em teste do bafômetro após se envolverem em acidentes, por exemplo, responderão pelo dolo (intenção de matar), ficando sujeitos a até 20 anos de prisão.
Caso se neguem a fazer o exame, o policial poderá registrar a ocorrência de acordo com o grau de alteração do motorista, utilizando-se inclusive de testemunhas.
Medicamentos- Um dos problemas da lei e que motoristas tenham que ficarem atentos é que ainda não há previsão para que o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) regulamente a norma, disciplinando casos em que o motorista use medicamentos que contenham álcool, como homeopáticos ou estimulantes de apetite.
Esta situação está sendo cuidadosamente estudada também por policiais na aplicação da lei.
Estatística- Segundo o levantamento da Polícia Militar Rodoviária, de janeiro a o último dia 15 cerca de 36.051 acidentes nas rodovias do Estado de São Paulo, bem como 828 atropelamentos, os quais provocaram ferimentos leves em 12.976 motoristas e passageiros de veículos, 4.259 pessoas saíram gravemente feridas, bem como 1.012, faleceram por diversos motivos, um deles foi a imprudência, outros o desrespeito a sinalização e, outros por motoristas dirigirem com sinais de embriagues.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias