Menu
quarta, 23 de maio de 2018
Polícia

Polícia Civil realiza operação “Bom Dia Cadeia” e prende falsário no CDHU

06 Jun 2014 - 17h07

No início da manhã desta sexta-feira (6) o delegado Maurício Antonio Dotta e Silva e seus policiais dos 1º e 4º DPs realizaram a operação "Bom Dia Cadeia" no bairro CDHU, na região sul de São Carlos e prenderam um falsário que usava diversos documentos para escapar do sistema penitenciário da região de Bauru de onde teria empreendido fuga.

O marginal que chegou a se passar por um irmão de um vereador de São Carlos, negociou uma residência de outra pessoa a região oeste da cidade e o comprador ao tomar posse do imóvel descobriu que teria caído no conto da "casa própria" e só foi se defrontar com o homem que lhe vendeu a casa na manhã desta sexta-feira e ficou extremamente nervoso com a frieza do estelionatário Paulo Piazzi Filho, 50, que confessou o crime e apenas disse que sentia muito.

O delegado Maurício Dotta disse que as investigações estão apenas no começo e ele pede para as pessoas que souberem de outros golpes e crimes de Piazzi procurarem o 1º Distrito Policial em vila Nery ou ligar para o telefone 3371-1163.

INVESTIGAÇÕES

Segundo a reportagem conseguiu apurar nos meses de março e abril deste ano quatro vítimas procuraram a equipe do delegado Maurício Antonio Dotta e Silva informando que teriam sido vítimas de golpes da "casa própria", bem como prestação de serviços com alugueis de mesas e cadeiras para uma festa em uma chácara no bairro Aracê de Santo Antonio na região oeste de São Carlos e venda de uma motocicleta que também teria sido negociada com uma casa no bairro Santa Angelina, onde um aposentado teria dado ao falsário aproximadamente R$ 10.600,00 em dinheiro, uma motocicleta que o criminoso identificando-se como irmão de um vereador vendeu a outro homem que também ficou com o prejuízo.

Ao tomar conhecimento de uma sequencia de golpes o delegado Maurício Dotta determinou que seu policiais identificasse o mais rápido possível o golpista para tentar colocar fim nos crimes e na tarde de quarta-feira (4), os investigadores acabaram descobrindo que um morador do bairro CDHU teria facilidade e falsificar documentos e passaram a monitorá-lo . Após identificar seu apartamento, descobriram que o mesmo era chamado no condomínio por "Benedito", porém uma testemunha teria dito que ele se chamaria Paulo, não sabendo seu sobrenome e esta pessoa pouco falava sobre sua vida. Maurício Dotta ao saber destes detalhes pediu para que seus policiais agissem rápido para que o marginal não tivesse tempo de fuga e desta forma dois policiais passaram a quinta-feira (5) no condomínio e após identificar o falsário comunicaram o delegado.

BOM DIA CADEIA  

O delegado reuniu parte de sua equipe e pela manhã desta sexta-feira e ao bater na porta do apartamento e ser atendido um dos policiais civis disse "Bom Dia Paulo". Neste instante o falsário disse "eu já sabia que vocês me pegariam. Eu senti que seria novamente preso". Ao ser indagado sobre os documentos, ele disse que teria queimado ao saber que a pessoa seria irmão do vereador. O falsário ainda entregou seu RG verdadeiro e ao fazer uma análise junto ao Centro de Operações da Polícia Civil (CEPOL), os policiais descobriram que Paulo, sera foragido do Instituto Penal Agrícola (IPA) de

Quatro vítimas estiveram no 1º DP e reconheceram Paulo que também foi ouvido e acabou confessando com naturalidade os crimes. Após as primeiras apurações o delegado Maurício Antonio Dotta e Silva comunicou a Justiça Criminal sobre a captura do foragido da Justiça e indiciou o falsário Paulo por estelionato e a tarde ele foi encaminhado ao Centro de Triagem (CT).

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias