Menu
quarta, 17 de outubro de 2018
Polícia

Policia Civil prende em São Carlos acusado cometer latrocínio em Itápolis

27 Fev 2009 - 00h41Por Redação São Carlos Agora
Policiais Civis de Itápolis e de São Carlos prenderam nesta quinta-feira (26)  Guigomar Rodrigo de Lima, o “Guiguinho”, de 28 anos, acusado de matar a comerciante Maria Roseli Amâncio Novelli, de 41 anos, na última quarta-feira (25) durante um assalto na cidade de Itápolis. “Guiguinho” teria adentrado na casa da vítima armado com uma barra de ferro e ao ser surpreendido pela comerciante, desferiu vários golpes contra a sua cabeça. O rapaz está preso no centro de triagem de Rincão.

O bárbaro crime aconteceu por volta das 20h30, na Avenida José de Barros Ribeiro, Jardim IV Centenário, em Itápolis. Por volta das 2h, policiais militares foram solicitados por Maria Roseli, pois o alarme da residência havia tocado e ela achava que havia ladrão na residência. Uma viatura foi ao local e após realizar uma varredura não encontrou nada. A comerciante então voltou a dormir e por volta das 5h45 se levantou para mais um dia de trabalho em sua padaria. Ao abrir a porta da lavanderia ela foi abordada por “Guiguinho”, que anunciou o assalto. Assustada, a vítima gritou por socorro, momento que foi atingida por um golpe de barra de ferro na cabeça. Atordoada, ela ainda gritou novamente e foi agredida ainda com mais violência, não resistindo, vindo a falecer.

Na seqüência, o acusado passou a vasculhar a casa da comerciante e apanhou R$ 20,00 que estavam em sua bolsa, seu celular e um televisor de 20 polegadas. Tudo foi colocado no Corcel de Maria Roseli, que foi utilizado por “Guiguinho” para levar o material até um canavial.

O corpo da comerciante só foi encontrado por volta das 11h30, quando um primo foi visitá-la. A Polícia Militar foi informada sobre o crime e preservou o local até a chegada do instituto de criminalística de Araraquara.

Já na manhã desta quinta-feira, os policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) passaram a investigar o caso e identificaram “Guiguinho” como sendo o autor do crime. Os investigadores encontraram o seu irmão, que mora na cidade, o qual disse que Guigomar havia deixado a cidade com destino a São Carlos.

O delegado Luiz Carlos Agudo, titular da Polícia Civil de Itápolis entrou em contato com o delegado Geraldo Souza Filho da DIG de São Carlos e juntos montaram uma operação para prender “Guiguinho”.

Os policiais cercaram a ruaKarl Hermann Tatsch, 76, no Jardim Monique e conseguiram prender o acusado, que com frieza contou como praticou o crime. Na casa em que ele estava os agentes encontraram o televisor e o celular roubados da comerciante.

Por volta das 18h30, Guigomar foi levado para Itápolis, onde após ser ouvido foi recolhido ao centro de triagem de Rincão. Ele deverá ser indiciado pelo crime de latrocínio, com pena prevista entre 20 e 30 anos em regime fechado.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias