Menu
quinta, 18 de outubro de 2018
Polícia

Polícia Civil investiga derrame de CNH´s falsas em São Carlos

Marginais utilizam espelhos originais para produzir as habilitações.

10 Out 2014 - 08h41
Delegado do 1º DP é responsável por apurar alguns casos. - Delegado do 1º DP é responsável por apurar alguns casos. -

A Polícia Civil está investigando a venda de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsificada em São Carlos. O número de documentos apreendidos é grande e as apreensões iniciaram-se através de abordagens da Polícia Militar e Rodoviária. A documentação com os motoristas são encaminhadas aos Distritos Policiais e através de levantamentos junto ao Departamento Estadual de Transito (DETRAN) e do trabalho de peritos do Instituto de Criminalística (IC) a Polícia Civil acabou descobrindo uma trama nesta nova investida de marginais que estariam produzindo documentos verdadeiros, porém com conteúdo falso e vendendo a motoristas com suas CNHs vencidas que pretendiam de uma forma mais rápida renovar a habilitação sem ter que passar por exames médicos exigidos por lei. Pessoas que estariam tentando tirar sua primeira CNH também estariam comprando tais documentos por não conseguirem aprovação em provas teóricas (escritas).

RENOVAÇÃO

Um motorista profissional que concordou em falar com a reportagem sem ser identificado alegou que pagou R$ 1.200,00 pela renovação de sua habilitação com aumento de categoria de D para E. Ele disse que devido a sua habilitação estar vencida e após conseguir novo trabalho e ter que viajar para Bahia nos próximos dias resolveu procurar uma pessoa que lhe vendeu a CNH falsa dizendo que seria legal. Ele acabou sendo abordado dirigindo seu veículo por policiais rodoviários e por desconfiarem da numeração do documento os rodoviários o encaminharam para um Distrito Policial, onde após uma analise policiais civis confirmaram que a habilitação era falsa. O caminhoneiro disse que estaria perdendo seu trabalho e certamente teria problemas com sua nova habilitação.

PRIMEIRA HABILITAÇÃO  

Outro comprador de um destes documentos que tinha o nome da autoridade gravado errado na CNH disse que por não conseguir passar por 15 exames teóricos acabou aceitando a oferta e adquiriu uma CNH acreditando que estaria fazendo um bom negócio. Ele disse que está arrependido e arrumou uma grande dor de cabeça. Por receio ele também pediu anonimato e não divulga de quem e onde teria adquirido a habilitação que na época teria pago R$ 1.700,00.

CONTRIBUIÇÃO PARA O CRIME 

O delegado Maurício Antônio Dotta e Silva do 1º Distrito Policial diz que sua delegacia é uma das que está tentando identificar uma suposta quadrilha que estaria fraudando não só os compradores, mas também órgãos públicos. Ele informou que as pessoas estão contribuindo para um crime e quem comprar CNH nestas condições está incorrendo no artigo 304 do Código Penal Brasileiro que se refere ao uso de documento falso. A autoridade policial disse ainda que é um crime inafiançável e o portador ainda vai ficar bloqueado no Departamento Estadual de Transito (DETRAN).

ESPELHOS ORIGINAIS 

Polícia investiga derrame de CNH´s falsas em São Carlos.Maurício Dotta disseque após analises de várias CNH´s apreendidas ficou comprovado através de laudos que o crime de falsificação destes documentos é ainda maior, pois além da falsificação das informações os marginais se utilizaram de documentos verdadeiros (espelhos originais) que teriam sido desviados do DETRAN. Maurício explica que os documentos são verdadeiros, porém as informações contidas são falsas. Vários nomes de autoridades representantes de Ciretrans foram preenchidos erroneamente. Então segundo a autoridade policial já demonstra que foi um documento forjado, montado fora do Detran e isto é grave segundo Maurício, pois é preciso saber quem estaria por trás deste crime e quantos documentos ao todo foram falsificados.

DETRAN

O delegado ainda informou que a cada apreensão de CNH´s a autoridade policial confecciona a documentação de praxe, o Registro Digital de Ocorrência (RDO) da Polícia Civil e automaticamente oficializa a Delegacia Seccional de São Carlos que vem notificando o DETRAN na capital paulista  sobre os encontros dos espelhos verdadeiros com informações falsas também em São Carlos.    

O delegado Maurício Dotta disse ainda que as apreensões ainda estão ocorrendo e a Polícia Civil vem realizando diligencias não só em São Carlos, mas também em cidades vizinhas. Ele também informou que existem suspeitos e que as investigações estão adiantadas e em breve os resultados devem ser divulgados.

Áudio: Delegado Maurício Antônio Dotta E Silva disse Que Também Apreendeu CNHs Falsas Com Papeis Originais Em Sua Delegacia. Entrevista Pedro Maciel.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias