Menu
segunda, 18 de junho de 2018
Polícia

PM apreende 54 armas de fogo no primeiro trimestre de 2008

Número já corresponde a um terço do total apreendido em 2007

16 Abr 2008 - 11h11Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
A Polícia Militar de São Carlos apreendeu no primeiro três meses deste ano cinqüenta e quatro armas de fogo. Os números são referentes de 1º de janeiro a 10 de abril de 2008. Durante todo o ano passado foram apreendidas 135 armas, sendo assim, os números deste ano já correspondem a mais de um terço do total apreendido em 2007Os números são comemorados pelo comandante da 1º Companhia da PM, capitão Samir Antônio Gardini que divulgou os números à imprensa na última sexta-feira. Os números revelam também, que somente neste ano foram realizados 134 flagrantes, entre, furtos, roubos, tráfico de drogas e porte de armas, resultando na prisão de 165 pessoas. Segundo o comandante, esse resultado só vem sendo conquistado, graças ao empenho da tropa e as denúncias feitas pela população. “Esses números revelam a qualidade do nosso trabalho que é diário, graças a denúncias que são filtradas pelo 190 e a confiança que a população tem na gente, conseguimos realizar essas apreensões, boa parte destas armas foram tiradas de circulação através dessas denúncias, a outra parte foi devido a iniciativa do policial em realizar a abordagem na rua de pessoas suspeitas, quantos crimes não foram evitados graças a apreensão dessas armas”.Samir disse que hoje a sociedade está vivendo na era ousadia. “Estamos na era da ousadia, o pessoal não acredita muito mais na legislação, na pena, isso é uma situação que eu acho que tem de mudar, tem de se criar um debate em torno dessa questão para que a gente reverta essa situação”. Samir defende a idéia que a pena tem de ser mais dura, principalmente para pessoas que já tiveram passagens pela polícia.O comandante se demonstrou insatisfeito com alguns comentários que surgiram nos últimos dias em relação aos crimes registrados na cidade. Para ele há certo exagero nos comentários se comparar os crimes ocorridos em São Carlos com os de outra cidade.“São Carlos volto a falar não é uma ilha no Brasil que está isenta de crime, hoje (sexta-feira) pela manhã, escutei pessoas falando que segurança pública preocupa São Carlos, isso é uma besteira de quem fala, não se pode falar coisas para se criar um clima preocupante na cidade, quando a pessoa falar uma coisa dessa, que se fale também o trabalho da polícia, faça comparações com outras cidades do mesmo porte por que se não acontece o seguinte, se cria um clima de insegurança e as pessoas acabam se afastando da polícia e é isso que a gente não quer, queremos cada vez mais denúncias que a população esteja cada vez mais próximo a polícia para que a gente possa formar uma frente contra o crime”.Flagrantes– Samir revelou também a quantidade de flagrantes e de pessoas presas no mesmo período. Em 2007 foram 405 flagrantes e 516 pessoas presas, de janeiro até o dia 10 de abril deste ano, a PM realizou 134 flagrantes e prendeu 165 pessoas.O comandante disse que estes números poderiam ser ainda maiores, mas devido a problemas internos e externos isso não é possível.”Estamos passando por um período de renovação de frota de viatura, reposição de efetivo, nossa frota está defasada, isto é estamos trabalhando com o mínimo e mesmo assim estamos prendendo cada vez mais, você pode pegar e analisar esses flagrantes, principalmente de furto, a pessoa detida já tem outras passagens por furtos já foi preso várias vezes, esse problema também tem de ser discutido. Outra coisa, São Carlos precisa acreditar mais na sua Polícia, as autoridades do sistema de segurança, as autoridades que trabalham com segurança pública precisam acreditar mais no nosso trabalho, dar mais condições, há situações que o nosso trabalho é interrompido por conta dessas pessoas”.Questionado quem seriam essas pessoas, Samir preferiu não falar nomes. “Fica difícil por que se falar o errado da história acaba sendo a gente, verdade é essa, se a gente tivesse um pouquinho mais de apoio por parte dessas pessoas que estão nessa briga pela segurança da cidade, nós faríamos muito mais do que a gente faz hoje”, finalizou. 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias