Menu
domingo, 16 de dezembro de 2018
Polícia

Morre motoqueiro que sofreu acidente na Getúlio Vargas

08 Mai 2008 - 10h01Por Redação São Carlos Agora
Faleceu às 5h45 desta madrugada, o vendedor da loja Pernambucanas, João Mendonça Junior, de apenas vinte anos. Ele estava internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Misericórdia, desde a noite do dia 27 de abril. Junior foi conduzido ao hospital com fratura exposta no braço direito e trauma de tórax, após sofrer um acidente grave na região da avenida Getúlio Vargas.  Com a morte de Junior, agora são nove o número de mortos em acidentes envolvendo motos na área urbana em 2008. Contando as mortes ocorridas nas rodovias da região de São Carlos. esse número sobe para doze. O falecimento do rapaz foi comunicado ao Plantão Policial. O seu corpo foi liberado aos familiares para a realização do funeral.O acidente– O representante comercial Gilberto Zapparolli, 55, transitava com a sua caminhonete S-10, 2.4 – S, verde, 2001, placas KEI 5694 – São Carlos pela avenida Getúlio Vargas, sentido Washington Luiz – Praça Itália, quando ao atingir o cruzamento da rua Joaquim Botelho de Fonseca, teria adentrado repentinamente a esquerda, sem tomar os devidos cuidados. Nesse momento, o vendedor João Mendonça Junior, que vinha com sua motocicleta Honda CBX Twister, 2004, preta, placas DKL 4822 – São Carlos, em sua correta mão de direção, acabou colidindo violentamente contra a caminhonete. Testemunhas que presenciaram o acidente acionaram o SAMU que socorreu Junior em estado grave até a Santa Casa, onde foi direto à UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). Consta no boletim de ocorrência, que os policiais que atenderam a ocorrência tiveram que intervir, pois vários populares revoltados queriam agredir o representante comercial, pois alegavam que o motorista estaria visivelmente embriagado e tentava fugir do local. Ainda segundo o boletim, enquanto era interrogado sobre o acidente, o condutor da caminhonete aparentava estar embriagado, pois exalava odor etílico, bem como estava cambaleando e tinha os olhos avermelhados. Devido a esse fato, sua caminhonete foi recolhida ao pátio municipal. A motocicleta foi liberada ao pai do vendedor e posteriormente o representante comercial foi levado ao plantão policial, onde o delegado Aldo Donizete Del Santo, mediante as informações requisitou exame clínico de dosagem alcoólica. No plantão foi elaborado boletim de ocorrência sobre averiguação de embriagues ao volante e lesão corporal dolosa. Após o registro, o representante foi liberado.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias