Menu
domingo, 19 de agosto de 2018
Polícia

Mapa da Violência mostra que São Carlos ocupa a 168º posição em número de mortes no trânsito

Mesmo aparecendo no mapa, São Carlos teve menos mortes em comparação a cidades do mesmo porte

30 Jan 2008 - 17h54Por Redação São Carlos Agora
0 - 0 -
Acidente ocorrido no ano passado na estrada que liga São Carlos a Descalvado deixou seis pessoas mortas.A cidade de São Carlos está no grupo de cidades em que o trânsito faz mais vítimas fatais. A cidade ocupa a 168º posição em um ranking de 500 cidades. Os dados constam no estudoMapa da Violência,divulgado pela Ritla (Rede de Informação Tecnológica Latino Americana). Os números foram obtidos entre os anos de 2002 e 2006.
O estudo mostra que o ano de 2002 foi o mais violento, época em que 59 pessoas morreram, seguido de 2003, que contabilizou 41 mortes por acidentes nas ruas da cidade. O ano que registrou menos óbitos foi 2004, onde 27 pessoas perderam a vida.
Os números de 2007 ainda não foram fechados, mas os dados preliminares não são nada animadores. Segundo levantamento não oficial feito pelo São Carlos Agora, mais de 30 pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito nas ruas e estradas da região.Especialistas no assunto apontam a imprudência como a principal causa para as mortes e dizem que as pessoas não prestam a devida atenção enquanto dirigem. Outros fatores que são predominantes para que ocorram acidentes de trânsito é o consumo de bebida alcoólica e o excesso de velocidade.
Região –Mesmo fazendo parte do mapa, São Carlos obteve números menores do que cidades do mesmo porte: Araraquara, por exemplo, aparece no 132º lugar e Franca ocupa a 75º posição. Já Ribeirão Preto está na 37º colocação.
Brasil –A pesquisa que foi baseada em atestados de óbito registrados nos 5.564 municípios brasileiros indica que as mortes saltaram de 29.527 em 1994, para 35.146 em 2006, um aumento de 19%. O estado que apresentou maior percentual de mortes de trânsito foi o Rio de Janeiro, seguido de São Paulo e Santa Catarina.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias