Menu
sexta, 14 de dezembro de 2018
Polícia

Gerente de banco é rendido por assaltantes na Santa Paula

O gerente foi rendido por dois homens armados na porta da sua casa, depois foi obrigado e pegar todo o dinheiro da agência que trabalhava no interior da USP

18 Abr 2008 - 19h07Por Redação São Carlos Agora
Um assalto com retenção de vítima movimentou toda a Polícia Militar de São Carlos, no começo desta tarde. Dois homens que estavam armados de pistola renderam o gerente de 32 anos que trabalha em uma agência do Banco do Brasil. Além deles os marginais também renderam seus dois filhos. A vítima foi tomada de assalto quando chegava em sua casa, localizada no Bairro Santa Paula, um quarteirão abaixo do 5º Distrito Policial. Após várias ameaças contras as vítimas, um dos bandidos obrigou o gerente a ir com seu carro até agência onde trabalha, enquanto o outro ficou tomando conta dos filhos na residência. Quando chegou à agência, o gerente foi obrigado a pegar todo o dinheiro que estavam nos caixas do banco e entregar ao bandido que fugiu em seu carro, um Ford Fiesta. O veículo foi encontrado mais tarde em um canavial totalmente queimado. A PM foi acionada pela agência central do Banco do Brasil. Em poucos minutos várias viaturas cercaram o quarteirão da casa do gerente, pois havia a informação que os filhos do gerente ainda estavam em posse dos bandidos. Após alguns minutos os policiais descobriram que no interior da residência estavam apenas os dois filhos amarrados. O valor levado pelos assaltantes ainda não havia sido contabilizado pelo banco até o fechamento desta matéria.
O audacioso assalto se iniciou por volta do meio dia. Conseguimos apurar que o gerente de uma das agências do Banco do Brasil de 32 anos (nome não revelado), ao chegar em sua residência na rua José Duarte de Souza, para almoçar, foi dominado por dois homens que utilizavam capuzes. Rendido o gerente foi levado para o interior da casa, onde estavam seus dois filhos, um rapaz de 18 anos e uma menina de 15. Os bandidos fizeram algumas ameaças para intimidar as vítimas e logo depois um deles obrigou o gerente a ir até a agência em que ele trabalha no interior do campus I da USP. Com o próprio carro da vítima, um Ford Fiesta, os dois foram em direção ao campus da universidade. Quando estavam próximos, o assaltante ordenou que o gerente adentrasse a agência e pegasse R$ 100 mil. Outra orientação dada pelo bandido, foi que ele não deveria acionar a segurança, muito menos a Polícia, se não seus filhos morreriam.
A vítima assustada entrou na agência e foi pegando todo o dinheiro que havia nos caixas, enquanto o marginal esperava ao lado da igreja Nossa Senhora de Fátima. Após um tempo, o gerente saiu carregando o dinheiro. Ele foi libertado em seguida perto da Santa Casa, enquanto o bandido fugiu com o carro.Comunicação do roubo– A PM foi avisada sobre o roubo em andamento, pela central do Banco do Brasil. Este procedimento é padrão em todas as agências do Banco do Brasil, quando há uma retirada de dinheiro muito alta, sem previsão.
Após o comunicação, o comandante do 38º Batalhão da PM, tenente coronel, João Donizetti Scozaffave, assumiu o comando da operação. Ele se deslocou até a casa do gerente e após constatar que os bandidos não estavam mais no imóvel, acionou outras equipes para fechar as ruas em volta da residência. As buscas ocorreram em vários locais em torno da casa, inclusive alguns policiais ficaram em posição de tiro em cima de telhados. Na casa os PMs constataram que estavam apenas os filhos do gerente, que estavam amarrados com cordas em um cômodo.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias