Menu
segunda, 18 de junho de 2018
Polícia

Ex-marido ciumento mata adolescente com tiro na cabeça

08 Fev 2008 - 13h44Por Redação São Carlos Agora
A dona-de-casa Paloma Cardoso, 23 anos, escapou hoje de uma segunda tentativa de assassinato cometida em apenas 39 dias por seu ex-marido, o pintor Antônio Dionizio Vaz Gomes, 48 anos, em Araraquara. Ele que não aceita o fim do relacionamento, chegou a manter a ex-mulher refém por 11 horas durante o Reveillon. Hoje, ela levou um tiro e conseguiu fugir enquanto o atual namorado foi executado com um disparo na cabeça. “Ele não aceitava o fim do casamento e prometeu que iria matá-la de qualquer jeito”, diz o delegado Jesus Nazaré Romão, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG). Foragido desde o dia 1º de janeiro, o pintor voltou essa manhã e encontrou a ex-mulher e o atual namorado dela, o catador de laranjas Roni Willian Pereira de Souza, 16 anos, caminhando por uma estrada de terra na zona rural da cidade. Os dois moram próximo ao bairro e seguiam para um bairro ao lado. Armado, ele aproximou dos dois e disparou um tiro na cabeça do adolescente. Ele morreu na hora e sem chances de se defender. Segundo o delegado, o ex-marido mandou Paloma correr até o meio do mato provavelmente com a intenção de estuprá-la. A jovem tentou fugir e levou um tiro no peito. O acusado fugiu de bicicleta e ainda não foi encontrado. A garota está internada e, de acordo com a Polícia Civil, não corre risco de morte. “Estamos procurando pelo ex-marido, mas está difícil encontrá-lo porque ele mora em outra cidade e não tem residência fixa”, destaca o delegado encarregado do caso. O casal, inclusive, tem uma filha pequena. O relacionamento entre eles durou apenas seis meses e terminou há mais um ano. No dia 31 de dezembro, ele a seqüestrou no meio da rua e a manteve refém em um canavial por 11 horas. Na ocasião, ela foi estuprada e ameaçada com um revólver. Ela conseguiu escapar e avisou a polícia.

Cláudio Dias/Tribuna Impressa
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias