Menu
domingo, 22 de abril de 2018
Polícia

Educador da Fundação Casa é executado em Ribeirão Preto

27 Mar 2008 - 18h23Por Redação São Carlos Agora
Polícia Civil de Ribeirão Preto ainda investiga o assassinato de dois homens que foram praticamente executados naquele município e em um canavial de Jardinópolis.Um deles é o ex-sargento Nilton Aparecido de Souza, 48, que atuou na Polícia Militar por 19 anos, e ultimamente trabalhava na fundação CASA de Ribeirão Preto e sua morte pode ter sido provocada por adolescentes da fundação.
EDUCADOR -Segundo a polícia por volta das 20h de segunda-feira, dois rapazes aparentando ser adolescentes teriam executado Souza, quando este estaria com sua motocicleta na avenida Cásper Líbero, em Ribeirão Preto.
Ele era educador da Fundação Casa, e naquela noite amigos dizem que ele saia de um bar quando foi cercado pelos adolescentes armados de revólveres. Um deles atirou quando o ex policial estava sentado na moto e o primeiro tiro teria acertado um de seus braços. O cair da motocicleta o educador foi executado com um tiro na cabeça e a dupla fugiu. Familiares de Souza, ouvidos ontem pela Polícia Civil disseram que ele estava de licença médica e não estaria trabalhando nos últimos dias.
RAPAZ -Na manhã de terça-feira por volta das 9h, um fazendeiro de Jardinópolis, chamou a polícia pois teria encontrado em seu canavial o corpo de Wellington Cristiano da Silva, 30, que estava crivado de balas.A Polícia Militar esteve no local e encontrou o cadáver com cinco tiros na cabeça.
O delegado da Polícia Civil de Jardinópolis, Alexandre Daur Filho, disse que o crime foi uma execução covarde e vem tendo o apoio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Ribeirão Preto. Na tarde de ontem a polícia descobriu que Silva, havia sido raptado em Ribeirão Preto e levado para o canavial onde foi executado com tiros só na cabeça.A principal suspeita é uma dívida por drogas, pois os modus operandi condiz com ações do narcotráfico.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias