Menu
sábado, 17 de novembro de 2018
Polícia

Brincadeira do vampiro quase acaba em morte no centro

11 Jun 2008 - 17h54Por Redação São Carlos Agora
Por pouco uma brincadeira não termina em tragédia no início da manhã desta terça-feira na região central. Um estudante universitário estava brincando de vampiro com o amigo e ao invadir a residência de um empresário acabou sendo baleado pelo mesmo. O dono da casa, disse que a intenção era defender sua família e o seu patrimônio, por isso acabou atirando, pois pensou que o estudante seria um ladrão. O tiro acabou acertando o rapaz na região das nádegas. Ele foi socorrido e após ser medicado, foi liberado. Tanto o empresário, como o estudante foram conduzidos ao Plantão Policial, onde após serem ouvidos foram liberados. A arma ficou apreendida.O caso ocorreu por volta das 6h desta manhã. O empresário contou aos policiais militares, que estava no interior de sua residência localizada na rua Orlando Damiano, centro, quando ouviu um barulho estranho vindo do seu quintal e imaginando que sua casa estaria sendo invadida por bandidos, apanhou sua arma e foi averiguar o que estaria ocorrendo, momento em que se deparou com um homem desconhecido e acreditando ser um ladrão atirou contra o mesmo. O tiro acabou acertando as nádegas do estudante e a bala não pode ser retirada pelos médicos e permanecerá alojada no corpo do rapaz.
Brincadeira sem graça –O estudante, que possui 24 anos, por sua vez, contou que pela madrugada, ele e o amigo de república, estavam no interior de uma casa, localizada na rua César Ricome, onde estavam ingerindo bebida alcoólica, quando segundo ele, começaram a brincar de vampiro, sendo que o amigo tentava chupar o seu pescoço. O estudante conseguiu se livrar do amigo, sendo que este desferiu um soco em seu nariz. Após o fato, o mesmo saiu correndo em direção a rua Orlando Damiano, onde acabou entrando na casa do empresário, que assustado e com o objetivo de defender sua família, acabou confundindo o estudante com um ladrão e efetuou um disparo de arma de fogo.Segundo ainda declarações do estudante, durante a brincadeira com o amigo, ele teria recebido um soco no nariz o que deslocou o mesmo do lugar, sendo necessário o amigo aplicar outro soco para que ele voltasse ao local original. A estranha história, que poderia terminar em morte foi apresentada no Plantão Policial, onde o delegado após ouvir as partes, registrou o fato como lesão corporal e disparo de arma de fogo. O caso será investigado pelo 1º Distrito Policial.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias