Menu
quinta, 19 de abril de 2018
Polícia

Assaltante é preso pela ROCAM logo após roubo

08 Dez 2007 - 18h49Por Redação São Carlos Agora
No início da tarde desta sexta-feira (07) os policiais da Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicletas (ROCAM), prenderam o ex presidiário Aparecido Cristiano Francisco Rodrigues, 27, que minutos antes tomou de assalto uma operária que se dirigia ao SESI, em Vila Isabel para realizar a matrícula do filho.Segundo apurado por volta das 12h10, os policiais do COPOM - 190, foram alertados que uma mulher estaria gritando por socorro, pois acabava de ser vítima de assalto.ROUBO - Imediatamente várias viaturas foram encaminhadas para aquela região e ao chegarem defronte ao SESI, localizado na Rua Coronel José Augusto de Oliveira Sales, em Vila Isabel, os policiais encontraram a operária S.M.S., 29, a qual nervosa dizia que teria sido atacada por um ladrão armado com uma faca, o qual aproveitou que ela estava caminhando e falando ao celular defronte ao SESI, onde iria verificar a matrícula escolar do filho, para roubá-la.Ainda segundo a operária, o marginal teria colocado a faca em seu pescoço e dizia para ela não gritar e passar sua bolsa e o celular.Sem fazer movimentos bruscos S., entregou o que o marginal pedia e posteriormente o mesmo saiu correndo levando uma bolsa preta, com todos os documentos da operária, bem como cartões de bancos, talão de cheques, vários objetos, quatro cuecas novas que seria parte de um mostruário de venda que fazia para completar a renda da família e cerca de R$ 40,00 que seria parte de seu salário que já havia recebido ontem.PRISÃO - As informações eram transmitidas á viaturas do Rádio Patrulhamento Padrão (RPP) e Força Tarefa, quando os soldados Leandro e Antonelli, com as motos da ROCAM, ao adentrarem um trilho atrás do SESI, avistaram em uma mata o assaltante que tentava fugir da ação da PM.Os PMs conseguiram o cercar e ao ser identificado, o ex presidiário Aparecido Cristiano Francisco Rodrigues, 27, confessou o roubo, dizendo que teria jogado a bolsa da operária em um terreno baldio nas proximidades.Levado para o local, o marginal apontou o local onde estaria a bolsa que foi recuperada, porém ainda faltava o celular, talão de cheques, as quatro cuecas e a própria faca usada no crime.BUSCAS - Novamente indagado, Aparecido, dizia que só teria levado a bolsa, porém posteriormente disse que o celular teria repassado á um primo que não sabia do assalto e os demais objetos e o dinheiro ainda estariam em sua residência, localizada na Rua Núncio Cardinalli, beco particular, casa 32, também em Vila Isabel, para onde a ROCAM com apoio de uma equipe composta pelo sargento Sidnei, rumou e tanto a residência do marginal, quanto a moradia de seu primo foi invadida e revistada.Na residência do primo do assaltante, os policiais encontraram o celular da operária, o qual segundo o primo teria sido entregue por Aparecido, que teria lhe pedido para guardar. Na residência do assaltante, os policiais durante buscas, encontraram escondidas as quatro cuecas, cerca de $ 20,00 em dinheiro e outros objetos, bem como uma sacola branca, na qual se encontrava quatro latas de cervejas ainda fechadas e geladas, três pacotes de sucos, e um maço de cigarro da marca VIP.Questionado, o assaltante disse que as latas de cervejas, suco e cigarros, teria ele minutos após o roubo, passado em um bar e feito compras e gasto cerca de R$ 20,00.CDP - Ao averiguarem a vida pregressa de Aparecido, os policiais da ROCAM, descobriram que o mesmo teria passagens por furtos, tráfico de drogas, bem como o mesmo teria deixado o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Ribeirão Preto, onde esteve cumprindo penas.Ao ser apresentado á operária, a mulher o reconheceu como sendo assaltante que teria a atacado e desta forma, após receber voz de prisão, foi encaminhado ao 4º Distrito Policial, onde foi apresentado ao delegado Geraldo Souza Filho que ratificou o trabalho da PM e no final da tarde, autuou o ex-presidiário pela prática de roubo qualificado e somente no início da noite foi ele encaminhado ao Centro de Triagem (CT) de São Carlos, onde aguarda transferência para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Itirapina, onde aguardará as providencias da Justiça Criminal de São Carlos.
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias