Menu
quarta, 25 de abril de 2018
Novo desafio

Ídolo pela torcida da Águia, Marcus Vinícius assume comando das equipes sub15/sub17

Ele admite que encontra dificuldades no início do trabalho, mas promete trabalho sério e voos ambiciosos

16 Abr 2018 - 07h27Por Marcos Escrivani
Ídolo em São Carlos, Marcus Vinícius considera “um novo desafio” comandar as equipes sub15 e sub17 - Crédito: Marcos EscrivaniÍdolo em São Carlos, Marcus Vinícius considera “um novo desafio” comandar as equipes sub15 e sub17 - Crédito: Marcos Escrivani

Marcus Vinícius, ou apenas Viola. 33 anos, lateral direito e meio campista. Ainda jogador, tem o desejo de disputar a Série A3 do Campeonato Paulista pelo São Carlos em 2019. Mas ser técnico, é algo que cobiça. Tanto que aceitou o convite da direção do clube para dirigir as equipes sub15/sub17 no Campeonato Paulista em substituição a Anderson Florentino.

Na segunda-feira, 9, com apoio de uma comissão técnica de peso, entre eles o treinador de goleiros Ivan, o massagista Luisão, o fisioterapeuta Nathan Moraes, iniciou os trabalhos no Recanto do Tio Patinhas, CT do São Carlos onde concentram-se as categorias de base.

Os primeiros dias, muito trabalho, uma vez que vários atletas optaram por não retornar, a princípio, e fez com que a Águia proporcionasse um WO no jogo contra o XV de Piracicaba, sábado, 7, na casa do adversário.

Entretanto, a seriedade e a honestidade de Marcus Vinícius, ídolo da torcida são-carlense, fez com que muitos jogadores retornassem e os trabalhos tiveram início e com isso, o agora técnico começou a trabalhar de fato as suas equipes.

Integrante de uma nova geração de técnicos, uma vez que estuda Educação Física e pretende ser técnico, Marcus Vinícius já trabalhou como assistente na equipe sub20 em 2017. “Já tive uma experiência e foi algo que agregou em termos de conhecimento. Agora vou trabalhar com garotos mais novos e idades diferentes. É uma metodologia totalmente diferente e em muitos casos irei ensinar até os fundamentos”, disse Marcus Vinícius.

COMPENETRADO

O treinador carrega a experiência de quase vinte anos dedicados a atuar dentro “das quatro linhas”, como gosta de dizer. Agora, se vê como educador. “Meu amigo, aumenta muito a responsabilidade. Quero formar atletas que busquem sempre a vitória. Mas que sejam cidadãos também”.

Com esta filosofia de trabalho, Marcus Vinícius antecipou que uma das condições básicas de sua cartilha é que, nos treinos e nos jogos não admitirá palavras de baixo calão. “Por quê xingar? Leva a algum lugar?”, indaga. Ele também não quer atleta cai-cai ou que procure enganar os árbitros. “Nesta idade, eles (atletas) têm que se preocupar em jogar bola, aprender, se tornar homem. Esta é minha realidade. Quero atletas de qualidade também, mas que sejam cidadãos”, emendou.

TRABALHO NOVO

A primeira semana de trabalho foi intensa para o novo treinador da Águia. Muitos treinos, avaliações e conversas com todos os atletas. Paralelamente, formar duas equipes competitivas com atividades táticas e técnicas, focando o posicionamento de cada jogador.

“Sinceramente? Acredito que posso, através de uma gestão de grupo, buscar extrair o que cada atleta tem de melhor e ir o mais longe possível. Tenho fé que vamos passar da primeira fase e surpreender muita gente”, garantiu.

O grupo do São Carlos no Campeonato Paulista sub15/sub17 tem sete times. Haverá dois turnos e os quatro primeiros seguem no torneio.

VIVENCIAR CADA ETAPA

“Me sinto preparado para as pressões que irei ter fora das quatro linhas. Estou feliz”. Com esta frase Marcus Vinícius sintetizou esta nova fase e aceitou o desafio de trabalhar as categorias em questão.

“Quando parar de jogar de fato quero ser técnico e esta chance aceitei de pronto”, disse. Marcus Vinícius afirmou que chegou a ser convidado para ser assistentes de equipes profissionais, mas recusou.

“Não quero dar um passo maior que a perna. Prefiro vivenciar alguns anos nas categorias de base e subir gradativamente e quando tiver mais experiência, dirigir equipes sub20 e profissionais. Por enquanto quero ter este desafio. E começar em um clube e em uma cidade a qual me identifiquei e que amo. Quero começar minha carreira aqui”, garantiu.

TÉCNICO DE DOIS TIMES

Marcus Vinícius sabe que tem um “desafio extra” no campeonato, uma vez que as categorias jogam sempre em rodadas duplas pela manhã (em sequência). Como há sempre preleções, ele já preparou sua logística de “resenhas”.

“As conversas serão separadas e pretendo conversar sempre, antes dos jogos e preparar os jogadores para os desafios. Será desgastante, mas recompensador. Um desafio que irei saborear rodada a rodada”, finalizou o coerente treinador.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias