Menu
quinta, 13 de dezembro de 2018
Empregos

Secretaria de Trabalho lança o "Projeto Aprendiz São Carlos"

04 Set 2014 - 21h05
0 - 0 -

Foi lançado nesta quinta-feira (4), em reunião realizada no Senac, o “Projeto Aprendiz São Carlos”, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda, através do departamento de Políticas Públicas para a Juventude, em conjunto com as entidades: Etec (Escola Técnica Estadual de São Paulo Paulino Botelho), o Instituto Federal de Educação e Tecnologia de São Paulo – IFSP São Carlos, Salesianos, Intersindical, Sincomércio, Sincomerciários, Policia Militar do Estado de São Paulo do 38° Batalhão da Policia Militar, Policia Militar do Estado – Corpo de Bombeiros - 16° GB - 3° SGB, Sesc, CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola), Catem (Centro de Aprendizagem e Técnicas “Emilio Manzano”), Senai, Senac, Obras Sociais Francisco Thiesen, Cefa (Centro de Educação e Formação ao Adolescente) e Acisc (Associação Comercial e Industrial de São Carlos). 

O projeto visa incentivar a inserção do jovem aprendiz ao mercado de trabalho, com base na Lei Nº 10.097/2000, que determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários cujas funções demandem formação profissional. “O objetivo do projeto é oferecer suporte às empresas na hora da contratação e garantir a inserção do jovem aprendiz ao mercado de trabalho. Temos o número obrigatório estabelecido por esta Lei de dois mil jovens, e infelizmente estamos abaixo deste número”, ressaltou o diretor do departamento de Políticas de Trabalho e Emprego para a Juventude, Antonio Ribeiro.

Buscando conscientizar as empresas e mostrar os benefícios, o projeto será também amplamente apresentado ao empresariado.  “A maioria das empresas desconhecem a Lei, ou os benefícios desse tipo de contratação  e, por isso, a intenção é informar e orientar. Em vista disso estamos organizando um seminário voltado ao RH (Recursos Humanos) das empresas” acrescentou Ribeiro. 

Em comum acordo, as entidades discutiram o projeto, falaram sobre os benefícios e deram sugestões. “Esse projeto é a continuação do nosso trabalho. Quando os jovens atingem a maioridade deixam os projetos desenvolvidos pelas entidades e ficam sem suporte. Dentro da Lei da Aprendizagem, os jovens terão a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho e vir a se tornar um cidadão de bem”, disse o representante do Salesianos.

Para o secretário Hilário Apolinário de Oliveira, esse foi mais um importante passo para o encaminhamento dos jovens na sociedade. “Esse projeto é fruto da soma da união e esforços de cada envolvido, por isso, agradeço o interesse e apoio de todos. Por hora estamos com a parte teórica encaminhada, agora é hora de dar continuidade ao projeto e colocar o trabalho em prática”, concluiu o secretário. 

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias