Menu
domingo, 16 de dezembro de 2018
Colunistas

SEJA MAIS: Insegurança, Será que você é inseguro(a)?

06 Mar 2018 - 02h37Por (*) Ju Ferraz
Foto: Divulgação - Foto: Divulgação -

A insegurança que sentimos, tem relação direta com a nossa confiança. É como se estivessem atreladas uma a outra. Em geral, a insegurança durante a vida adulta, é gerada logo na nossa infância, tudo que passamos na infância determina qual tipo de adulto seremos.

Se você, enquanto criança, acredita e confia piamente em um adulto (que em sua maioria se refere aos pais) e esse adulto não cumpre com as suas promessas, a criança cresce não confiando em si mesmo.

Em algumas situações, a criança chega toda alegre querendo mostrar aos pais um desenho que ela fez ou pintou, e às vezes, depois de muito tentarem a atenção daquele adulto e conseguir mostrar o desenho, muitos pais ainda podem olhar com desdém e deboche, dizendo que aquilo não é nada e até ainda, que está horrível. Isso, de imediato, já gera na criança um sentimento de incapacidade, gerando uma crença de que ela não é capaz de nada. E quando esta mesma criança, se torna adulto, ela tenta suprir essa falta de segurança interna com a segurança externa.

A segurança externa não existe, enquanto sempre apostarmos nossa segurança nas coisas externas, nunca seremos seguros internamente. A insegurança nos fecha em um mundo ilusório, e se não confiarmos em nós mesmos, nunca confiaremos no outro. E quando somos inseguros, as pessoas também não confiam em nós, é como girar em círculos.

Existem vários fatores que podem nos dar um alerta de quanto podemos ser inseguros, aqui citarei três deles, será que você se identificará com algum deles?

Ter medo de ser enganado - quando na infância prometeram lhe levar ao parque, mas não levaram, gerou uma crença que hoje lhe limita;

Histórico do passado - foi enganado por amigos na escola, sempre riam de você, sempre era excluído;

Generalização - Achar que todos são melhores que você, ou que ninguém "presta", tudo isso gera crenças limitantes e que nos impedem de seguir em frente.

A pessoa insegura fica rodopiando em um ciclo sem fim, que não a leva para lugar algum. Alguns componentes deste ciclo são: A falta de coragem, paralisação, auto sabotagem dos próprios sonhos e sentimento de incapacidade.

Quando uma pessoa não tem coragem, ela não se arrisca para nada, não dá um passo em direção a uma mudança significativa em sua vida e ainda se acha no direito de culpar o outro, o país, os governantes, a crise e tudo mais pela sua pura falta de coragem de sair de sua zona de conforto, mudar seus hábitos e se desenvolver. Isso a leva a paralisação, e ela não age, trava de uma forma que não consegue ver uma saída. E aí, se auto sabota, sabota seus sonhos, para de sonhar, começa a dizer para si mesmo: "você já tentou e não deu certo", "você não vai conseguir". Isso gera o sentimento de incapacidade, a pessoa se sente pior que tudo no mundo, minando sua capacidade de produzir e realizar algo de bom para ela e para o mundo.

Se por acaso, se identificou com algum desse fatores e ciclos, fique atento(a), para mudar sua linha de raciocínio e quebrar esse ciclo, esse paradigma, que só impede você de conquistar o que realmente sonha, deseja, tem como objetivo principal.

Todos nós merecemos ser felizes, sentir paz em nosso coração, merecemos o melhor que a vida tem a nos oferecer. Basta acreditar e continuar agindo, independente das quedas e derrotas, caras e bocas.

Sempre todo desafio que aparece em sua vida é um sinal de alerta para o melhor que ainda pode vir, se você aprender com aquele desafio e usá-lo como força, focando sempre no resultado que deseja conquistar.

Busque se desenvolver sempre, ser feliz, curtir o melhor da vida, amar a si mesmo e as pessoas a sua volta, deixar tudo fluir naturalmente e verá o quanto será seguro de si, atraindo pessoas e situações com a mesma vibração que a sua, que será de confiança e determinação para continuar independente do tipo de desafio que aparecer.

(*) A autora é Coach e Palestrante na cidade de São Carlos, graduada em Administração de empresas, no Centro Universitário de Araraquara, pós em gestão de produção pela UFscar, Coaching pela SLAC - Sociedade Latino Americana de Coaching. Contato e sugestões: Facebook: /juferrazcoachpalestrante. Email: juferrazcoach@gmail.com.

Esta coluna é uma peça de opinião e não necessariamente reflete a opinião do São Carlos Agora sobre o assunto.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias