Menu
terça, 11 de dezembro de 2018
Cidade

Trote solidário da USP reforça a importância de ações sociais na cidade

20 Fev 2014 - 19h37
0 - 0 -

Na tarde desta quinta-feira (20), veteranos e calouros da USP São Carlos se reuniram, em clima de festa, para realizar a sétima edição do Trote Solidário, tradicionalmente organizado pelo Centro Acadêmico Armando de Salles Oliveira (CAASO).

O calouro do curso de Engenharia Aeronáutica,Caio Barbosa, participou do trote e parabenizou a organização do evento. “Fomos bem recebidos pela universidade e veteranos, e quero parabenizar os organizadores dessa ação social. Dentre as entidades, escolhi participar do grupo que visitou o abrigo Cantinho de Luz, pois entendo que é muito importante ajudar o próximo. O trote serviu também para conhecer alunos de outros cursos e um pouco da cidade de São Carlos. Pretendo participar de outras ações sociais como esta e ajudar quem precisa”, explicou o calouro.

 Para Gabriel Tunes, veterano do curso de Arquitetura e Urbanismo, o Trote Solidário reforça a importância do papel da universidade pública em desenvolver ações sociais junto à sociedade. “Participei do trote como colaborador, fiquei responsável por acompanhar um dos grupos que visitou a creche Associação Espírita Francisco Thiesen, no Antenor Garcia. Levei cerca de vinte e cinco participantes e fizemos uma atividade especial com as crianças, desenvolvendo uma brincadeira pedagógica com os pequenos. Essa visita serviu para as crianças conhecerem o pessoal da universidade e participarem de um dia diferente na creche. Lembrando que os calouros não são obrigados a participar do trote, mas eles entendem a ideia da ação e se propõem a ajudar e participar. O trote solidário tem, primeiramente, a função de levar os calouros para conhecer a cidade, porque na maior parte do tempo da graduação, eles vão permanecer dentro do campus. A segunda função é a integração entre alunos de cursos diferentes, porque logo que eles chegam a USP, o calouro se envolve massivamente com o pessoal do próprio curso. E a terceira função do Trote Solidário é social, da universidade, que não existe apenas para ensinar ou pesquisar. A universidade existe para fazer a extensão universitária e um dos módulos é realizar este trote, desenvolvendo ações sociais junto à sociedade”, destacou o veterano Gabriel Tunes.

Os grupos de estudantes visitaram e desenvolveram atividades nas entidades Nosso Lar, Centro de Educação e Formação ao Adolescente (CEFA), Paróquia Santa Madre Cabrini, Salesianos, Abrigo de Idosos Helena Dornfeld, creche Cantinho de Luz, creche Padre Teixeira, ONG Amigos de São Judas Tadeu e creche Associação Espírita Francisco Thiesen.

 Os itens arrecadados durante o trote serão organizados, pesados e a quantidade será divulgada em breve. O Fundo Social de Solidariedade “Amai-Vos”, ajudará na distribuição entre entidades sociais cadastradas.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias