Menu
quinta, 24 de maio de 2018
Cidade

Servidores da saúde aderem a greve do funcionalismo público

24 Abr 2014 - 17h29Por Sindspam
0 - 0 -

Servidores Públicos Municipais da Secretaria Municipal da Saúde, engrossaram a greve do funcionalismo público de São Carlos, nesta quinta-feira (24). Sete Unidades Básicas de Saúde (UBS) e outras sete Unidades de Saúde da Família paralisaram suas atividades, mantendo apenas os 30% dos serviços conforme exige a Justiça.

Servidores do Almoxarifado da Saúde, Manutenção da Frota da Saúde, setor de fiscalização, Habitação e Meio Ambiente também cruzaram os braços. Uma nova mesa de negociação foi marcada para esta quinta-feira a partir das 14hs na Gerência Regional do Trabalho.

Nesta manhã o secretário de Governo Júlio Soldado, manteve contato telefônico com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (SINDSPAM), Adail Alves de Toledo, fazendo uma nova proposta de reajuste salarial para a categoria.

Soldado informou que a Prefeitura estaria disposta a conceder 5% de aumento nos salários e a incorporação do ticket refeição que hoje é de R$ 122,00 nos salários dos servidores. Essa proposta deverá ser oficializada nesta tarde no encontro que ocorrerá na Gerência Regional do Trabalho.

Se aprovada pela diretoria do sindicato e pela comissão de servidores que estão acompanhando as negociações desde o início, uma assembleia deverá ser convocada e a decisão será tomada pelos servidores presentes.

Unidades paradas:

Unidades de Saúde Básica (UBS) – Fagá, Vila Nery, Vila São José, Redenção, Botafogo, Aracy e Azulville.

Unidades da Saúde da Família (USF) – Astolpho Luís do Prado, Jardim Munique, Antenor Garcia, Aracy, Cruzeiro do Sul, Gonzaga e Jardim São Carlos.

Setores – Almoxarifado e Manutenção da Frota Saúde, Fiscalização, Habitação e Meio Ambiente.

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias