Menu
domingo, 19 de agosto de 2018
Cidade

Policiais de folga desenvolvem atividade comunitária

19 Set 2007 - 16h19Por Redação São Carlos Agora
Um policial militar da 1º Companhia de São Carlos que fazia parte do grupo de orientadores do programa JCC – Jovens Construindo a Cidadania, resolveu no ano passado, desenvolver por conta própria um projeto comunitário que atendesse crianças e adolescentes de bairros carentes durante seu horário de folga.A idéia se tornou realidade em 28 de abril de 2006 quando surgiu a primeira turma de alunos do PEC – Projeto Esporte e Cidadania. 30 alunos com idades que variam dos 08 aos 17 anos participam hoje do projeto.O objetivo do PEC é preencher o tempo ocioso destas crianças e jovens. “A intenção é preencher tempos ociosos destes jovens que não se encontram totalmente inseridos na sociedade, pela dificuldade que a própria sociedade impõe a moradores de bairros desfavorecidos”, explicou o soldado Jéferson César Pereira, um dos voluntários do projeto.O PEC contribui para o desenvolvimento e fortalecimento de jovens carentes, eles são acompanhados pelos policiais orientadores e voluntários com monitoramento multidisciplinar principalmente na vida escolar e familiar. Os alunos também recebem aulas de jiu-jitsu, ministrado atualmente pelo aluno da academia Zopellari, Rogério Romano Squassoni. Até agora o projeto já apresentou resultados positivos com esse grupo de jovens, todos estão inseridos em escolas, pois muitos estavam fora dela, já foram realizados diversos passeios educativos e culturais, participação em desfiles cívicos além da participação em várias palestras sobre violência, drogas, evasão escolar, higiene pessoal, religião entre outros.Um dos pré-requisitos para que a criança ou jovem participe do projeto é não possuir nenhuma passagem pela polícia. “Esse é o requisito fundamental, a gente tem que fazer um trabalho de prevenção realmente, por que quando a criança ou jovem cometeu algum ato infracional, existem outras entidades para fazer esse acompanhamento, a nossa visão primordial é fazer o acompanhamento para que eles não caiam na tentação e de serem angariados pelo crime”, explicou Jéferson.Várias crianças estão querendo participar do PEC, mas os voluntários não possuem hoje uma estrutura para atender além dos 30 alunos existentes.“Estamos hoje com mais de 100 crianças aguardando na fila de espera para participar do PEC, não podemos atender a todos por falta de estrutura por que muitos alunos são assistidos pelo projeto com uma cesta básica, eles se alimentam dentro do projeto, existe toda uma estrutura que nós desenvolvemos e por isso precisamos de mais apoio”.Hoje o PEC recebe ajuda de alguns cidadãos que doam cestas básicas, da empresa de balanças Cobaltécnica, da escola de idiomas CNA, do comando da Polícia Militar local e da igreja de Santa Isabel.  Um dos apoiadores do PEC é o padre da igreja de Santa Isabel, José Carlos Frederice. Para ele o projeto é um sucesso e auxilia muito no desenvolvimento destes jovens. “Estamos aqui trabalhando com a promoção humana no sentido de prevenir essas crianças e adolescentes de uma futura vida errada, estamos oferecendo a eles uma maneira de serem alguém na vida e isso é proporcionado através do esporte, através da interação com a presença da família e um trabalho de assistência que damos através da creche”.Padre José Carlos também aproveitou e pediu ajuda de todos para que o projeto possa crescer e atender mais crianças e adolescentes. “É muito importante esse trabalho e creio que está sendo um sucesso, aproveito e peço o apoio de todos para que a gente possa ampliar ainda mais este projeto não somente aqui na nossa comunidade mas também em outras comunidades espalhadas pelos bairros carentes da nossa cidade”, finalizou.  O projeto mudou a vida dos alunos. A doméstica Vânia Cristiana Gonçalves, 31, mãe de Mateus de apenas 08 anos, disse que a educação do filho mudou consideravelmente. “Antes ele era bastante bagunceiro na escola, em casa, depois que ele começou a freqüentar esse programa, mudou bastante é outra pessoa”.Quem quiser ajudar ou ser voluntário do PEC basta entrar em contato com a secretaria da igreja de Santa Isabel através do telefone 3368-2924. 
comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias