Menu
sexta, 17 de agosto de 2018
Cidade

Novas técnicas avançadas aperfeiçoam o tratamento no Ambulatório de Oftalmologia da Santa Casa

03 Abr 2014 - 10h00Por Paulo Cabral
0 - 0 -

Na Medicina, como em qualquer outra área, é preciso investir em pesquisa com o objetivo de buscar novas conquistas e consequentemente uma melhor condição para as pessoas, quando o assunto é a saúde.

No segmento oftalmológico não é diferente. E principalmente no Ambulatório de Oftalmologia da Santa Casa de São Carlos onde novas técnicas foram incorporadas ao atendimento dos pacientes e tudo  num curto espaço de tempo e podem consolidar um avanço nos tratamentos, que já são considerados sucesso como os mutirões de catarata.

O responsável pelo Ambulatório da Santa Casa Dr. Celso Davi Lopes enfatiza que o anel proposto em uma das técnicas é usado para melhorar a qualidade visual em ceratocone, que é uma doença na qual a córnea que é a principal lente do olho: “vai ficando com a curvatura aumentada , dificultando a visão; já a lente escleral resolve uma série de problemas de visão , como ceratocone, ectasia e pós transplante ou ceratotomia radial. Tem o conforto da gelatinosa com a capacidade de correção superior as lentes rígidas. A lente de contato intra ocular é  usada  para graus elevados nos  quais as outras técnicas estão contra-indicadas;” explicou o oftalmologista Celso Davi Lopes.

O que são essas novas técnicas?

É o caso do mais completo e versátil sistema para remodelamento corneano existentes no mercado mundial. Trata-se do segmento de anel corneano intraestromal, que é um dispositivo de precisão implantada para correção de irregularidades da superfície corneana e redução de erros refracionais associados ao ceracotone e outras ectasias. 

Ao contrário de outros anéis intracorneanos existentes, foi desenvolvido especialmente para o tratamento de ectasias corneanas produzindo melhor e maior ação de regularização da superfície e correção refracional. Tem indicações no ceracotone com baixa acuidade visual corrigida e intolerância ao uso de lentes de contato; ceracotone em evolução; degeneração marginal pelúcida; ectasias corneanas pós cirurgia refrativa; astigmatismo irregular pós ceracotone radial; alto astigmatismo pós transplante penetrante de córnea e irregularidades pós trauma.

Revolução  na abordagem terapêutica do ceracotone

A técnica chamada de retificação do colágeno, representa uma revolução na abordagem terapêutica do ceracotone. Desenvolvida na Europa há mais de 10 anos, a técnica é capaz de inibir a progressão da doença aumentando a estabilidade mecânica e enrijecendo o tecido corneano. O UV-X emite de forma homogênea, raios ultravioleta  capazes de ativar a riboflavina e promover a formação de ligações cruzadas entre as fibras de colágeno, aumentando em mais de 4 vezes a rigidez biomecânica da córnea após uma única aplicação de 30 minutos. Embora seja capaz de induzir uma melhora nos parâmetros ceratométricos da acuidade visual, o principal objetivo do UV-X é a estabilidade do ceracotone. A melhora da acuidade visual é muito mais acentuada quanto o UV-X é combinado à técnica de implante de anéis intraestromais. A combinações  dessas duas técnicas minimamente evasivas consiste na opção terapêutica mais segura, moderna e eficaz para o tratamento do ceracotone.

Lentes de contato com perfeita estabilidade e conforto

Na constante busca para promover qualidade de vida através de soluções inovadoras para a correção da visão, surge no mercado a Esclera, um novo projeto de lente de contato gás permeável escleral com exclusivo design e tratamento da superfície por plasma. A Esclera é uma excelente opção para pacientes portadores de anomalias da córnea como a síndrome do olho seco e córneas irregulares, incluindo ceracotone, traumas corneanos degeneração marginal pelúcida, ceratoplastias penetrantes. O inovador tratamento de superfície por plasma  consiste em submeter a lente de contato a um processo de alta tecnologia composto por elétrons, íons positivos e nêutrons em um estado altamente energizado. Isto cria uma superfície semelhante à de uma lente hidrofílica, livre de imperfeições e resistente ao depósito de proteínas, o que a mantém incrivelmente limpa, promove uma alta satisfação aos usuários, além de maior tempo útil da lente e excepcional conforto ao paciente graças ao seu design moderno e grande estabilidade.

Alta definição em lente de contato 

A Visian ICL, implantes de lentes de contato, é uma lente fácica de câmara posterior produzida na Suíça. Diferente das lentes de contato tradicionais que atuam sobre a superfície do olho, a Visian ICL é posicionada internamente no olho, entre a íris e o cristalino. Ela é líder mundial no segmento por sua segurança, desempenho clínico superior e resultados visuais excepcionais, possuindo 18 anos de segmento clínico e com mais de 300 mil implantes realizados ao redor do mundo. Isso representa um implante a cada 7 minutos. A lente está disponível em versões esféricas e tórica, positiva e negativa, atendendo portanto, à mais ampla variedade de casos.                      

comments powered by Disqus

Leia Também

Últimas Notícias