Ter, 17 de Outubro de 2017
Tamanho da Letra: mais menos
09/08/2017 - 16h33   |   Atualizado em 09/08/2017 - 16h46
Redação São Carlos Agora

ONG fecha as portas e deixa 300 crianças sem creche no Zavaglia

A Organização Não Governamental (ONG) Nave Sal da Terra, que cuida de crianças carentes da cidade, suspendeu as atividades por falta de dinheiro. A direção afirma que não tem condições de continuar com o atendimento sem o repasse da Prefeitura Municipal.

Com a paralisação a entidade deixou de atender 300 crianças que estudavam em uma creche no Jardim Zavaglia. Na manhã desta quarta-feira (9) quando as mães chegaram para deixar seus filhos encontraram os portões fechados com um bilhete informando sobre a suspensão. No local eram realizadas diversas atividades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Com o novo marco regulatório do governo federal, que está em vigor desde o dia 1º de julho, houve mudanças no processo de parcerias. Desde então a prefeitura e as entidades são responsáveis pela destinação das verbas.

A direção da ONG informou que já encaminhou à Prefeitura Municipal toda a documentação necessária, porém o convênio ainda não foi assinado, portanto o dinheiro ainda não foi liberado.

Revoltadas, as mães disseram não ter onde deixar os filhos.

Veja a nota enviada à imprensa pela Prefeitura Municipal

O Departamento de Convênios da Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão ressalta que já foi destinado à entidade, em 2017, por meio do convênio 22/16, com autorização da Câmara Municipal de São Carlos, R$ 944.000,00 (novecentos e quarenta e quatro mil reais), e que três aditamentos foram realizados sob o decreto emergencial, o que demonstra a preocupação do poder público com a instituição. Informa, ainda, que um novo termo de parceria com a ONG NAVE SAL DA TERRA encontra-se na fase de suplementação de valores.

Por se tratar de uma legislação nova e complexa, eventuais problemas de adequação aos novos ritos e exigências do Marco Regulatório podem ocorrer nesta fase inicial, porém a Prefeitura Municipal de São Carlos está empenhada para que não aconteçam erros que prejudiquem as entidades conveniadas.

 

comments powered by Disqus