Qua, 18 de Outubro de 2017
Tamanho da Letra: mais menos
21/04/2017 - 08h42   |   Atualizado em 21/04/2017 - 08h43

Publicação da UFSCar sobre extensão rural é voltada à formação na área

A Editora da Universidade Federal de São Carlos (EdUFSCar) lançou recentemente a publicação "O papel da extensão rural no fortalecimento da agricultura familiar e da agroecologia", coletânea organizada por Ricardo Serra Borsatto, docente do Centro de Ciências da Natureza (CCN) do Campus Lagoa do Sino da Universidade. A publicação, que integra a série Apontamentos, resultou em curso oferecido a agentes de assistência técnica e extensão rural (Ater) realizado no ano passado, no Campus Lagoa do Sino, pela Rede UFSCar Agroecológica, que congrega pessoas dos quatro campi da Universidade.

A proposta do material, assim como do curso, parte da constatação de que o ensino da extensão rural muitas vezes é relegado a segundo plano na formação de profissionais das Ciências Agrárias, frente à priorização da formação técnica em detrimento de uma formação mais humanística. Assim, a publicação traz textos curtos e didáticos - voltados especialmente a estudantes de graduação -, que buscam abordar diferentes dimensões da realidade concreta da agricultura familiar, na qual a dimensão produtiva é importante, mas não a única.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um primeiro bloco de textos trata da questão agrária brasileira e de políticas públicas para a agricultura familiar. Em seguida, outros textos abordam a questão de gênero no meio rural, tratando de desigualdades; da divisão sexual do trabalho no meio rural; de relações entre mulheres, feminismo e agroecologia; e das mulheres na assistência técnica e extensão rural. O terceiro bloco agrega temas relacionados à dimensão técnico produtiva da agroecologia, e o último contribuições referentes a metodologias participativas no trabalho extensionista.

Um dos destaques da publicação é a diversidade de filiações institucionais e trajetórias das pessoas responsáveis pelos textos, com representantes dos quatro campi da UFSCar e de outras instituições, como a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Federal de Lavras (UFLA), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP) e a Sempreviva Organização Feminista (SOF), dentre outras. Por suas características, a publicação permite não apenas o fomento a debates em sala de aula, mas também pode ser utilizada como ferramenta para um primeiro contato de pessoas interessadas no tema da extensão rural.

A obra, com 55 páginas, pode ser adquirida no site da EdUFSCar, em www.editora.ufscar.br.

comments powered by Disqus